Está aqui

Ensino Superior e Ciência: Em defesa do conhecimento

No passado dia 3 de dezembro, o Bloco promoveu o “Encontro Nacional do Ensino Superior e da Ciência - Em Defesa do Conhecimento”. Em discussão estiveram temas centrais para construir uma alternativa à lógica que impera hoje e governa o setor como se de um mercado se tratasse. Neste dossier, publicamos algumas das apresentações deste encontro.

Ernesto Costa deixa algumas notas sobre autonomia, participação e financiamento das Instituições de Ensino Superior e Ana Rita Petronilho fala sobre o elevadíssimo grau de precariedade dos profissionais que sustentam a Fundação para a Ciência e a Tecnologia e o Sistema Científico e Tecnológico Nacional.

Na sua apresentação, André Barata aborda a questão do financiamento das Instituições de Ensino Superior Público (IESP) e Catarina Isabel Martins reflete sobre uma Academia do Pensamento Crítico.

Por fim, o deputado bloquista Luís Monteiro avança com algumas das propostas do Bloco de Esquerda para enfrentar o défice orçamental e democrático do setor.

(...)

Resto dossier

Ensino Superior e Ciência: Em defesa do conhecimento

No passado dia 3 de dezembro, o Bloco promoveu o “Encontro Nacional do Ensino Superior e da Ciência - Em Defesa do Conhecimento”. Em discussão estiveram temas centrais para construir uma alternativa à lógica que impera hoje e governa o setor como se de um mercado se tratasse. Neste dossier, publicamos algumas das apresentações deste encontro.

Autonomia, participação e financiamento das IES: algumas notas

Temos três aspectos fundamentais a considerar quando nos referimos às instituições de ensino superior (IES): autonomia, participação e financiamento. Em que medida a legislação tem respeitado a Constituição da República Portuguesa? Por Ernesto Costa.

Para uma Academia do Pensamento Crítico

Mesmo se tudo parece conspirar contra nós, não podemos abdicar deste sonho: um outro mundo possível a partir de uma outra academia possível. Por Catarina Isabel Martins.

Os Descartáveis

As políticas científicas de reforço das qualificações para o sistema científico e tecnológico nacional (SCTN), iniciadas há algumas décadas, foram sem dúvida importantes para o país e o impacto que as mesmas tiveram para a ciência que se produz em Portugal é inegável. Mas a que custo? Por Ana Rita Petronilho.

Que espécie de financiamento?

Perguntar “Que financiamento?” é verdadeiramente perguntar “Que ensino superior queremos para o país?” “Que espécie de universidades e politécnicos queremos para o país?”, mesmo “Que espécie de país queremos?” Por André Barata.

Em Defesa do Conhecimento: Algumas propostas para o resto da legislatura

À Esquerda, que respostas devemos desenhar para enfrentar o défice orçamental e democrático do setor? Por Luís Monteiro.