Está aqui

Sofia Roque

Investigadora e doutoranda em Filosofia Política (CFUL), ativista, feminista. Escreve com a grafia anterior ao acordo ortográfico de 1990

Artigos do Autor(a)

5 de Julho, 2015 - 14:45h

Até 2 de agosto, a Cordoaria Nacional será a casa de uma exposição singular e inesquecível: Génesis, de Sebastião Salgado. Dedicada aos últimos redutos naturais e humanos de um planeta ameaçado, esta exposição é composta por mais de duas centenas de fotografias, resultantes das viagens realizadas pelo reputado fotógrafo brasileiro, entre 2004 e 2012, por 32 regiões remotas e, por vezes, inóspitas. Artigo de Sofia Roque na revista Vírus.

11 de Maio, 2015 - 21:31h

Pode a arte despertar um desejo de (auto)preservação? Pode a experiência da emoção estética iniciar uma consciência ambiental?

16 de Fevereiro, 2015 - 22:33h

No final deste primeiro mês do ano de 2015, o relatório sobre a pobreza do INE veio esclarecer que os tempos sombrios que vivemos são invernais também do ponto de vista da nossa condição humana e do espaço vazio que a política ocupa nela.

22 de Dezembro, 2014 - 00:03h

Mascarar o corte drástico no financiamento público da investigação com a subestimação e desvalorização da qualidade dos investigadores portugueses é um gesto anti-herói de baixeza moral, esvaziado de qualquer virtude.

29 de Setembro, 2014 - 15:46h

Sí, se puede. O Estado Espanhol não regrediu 30 anos e os valores da autodeterminação e da dignidade venceram nas ruas o conservadorismo fascinado com a perseguição das mulheres.

13 de Julho, 2014 - 02:07h

No campo da investigação científica, a estratégia do Ministério de Nuno Crato e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) caminha num só caminho: o da ruína.

13 de Junho, 2014 - 13:17h

Há uns dias, o jornal britânico The Telegraph noticiava uma polémica no Twitter em torno de uma medida tomada por um condomínio de luxo em Londres: à porta do prédio, colocaram um “tapete” de picos para impedir que pessoas sem-abrigo durmam aí.

18 de Abril, 2014 - 18:28h

Filme de Haifaa al Mansour, a primeira realizadora mulher da Arábia Saudita, fala-nos da condição das mulheres naquele país, deixando claro que em causa está uma moral patriarcal que a todos/as obriga e, por isso, é um filme enredado na figura do proibido. Aliás, não há salas de cinema no reino saudita.

15 de Abril, 2014 - 13:25h

Em Portugal, há empresas que só aceitam trabalhadoras que assinem um compromisso de não engravidar nos primeiros 5/10 anos de trabalho.

23 de Fevereiro, 2014 - 01:15h

Tal como quando está em jogo a sua atividade essencial que implica autonomia e poder criador, a ciência, agora numa guerra política pela sua sobrevivência e dignidade, coloca em prática a sua maior virtude: a coragem.

Páginas