Está aqui

Natasha Nunes

Artigos do Autor(a)

12 de Janeiro, 2011 - 12:41h

Interiorizou-se a ideia de que a crise é regular, é constante, é o dia-a-dia normal.

22 de Outubro, 2010 - 00:12h

Sem uma inversão de rumo, sem um rompimento com as lógicas e práticas do bloco central de interesses e poderes do PSD e do PS, não vamos a lado nenhum.

26 de Agosto, 2010 - 01:41h

A vaga ultraliberal que tem invadido a União Europeia não representa apenas uma agudização da linha monetarista. Transporta em si uma estratégia de evidente destruição do modelo social europeu.

20 de Maio, 2010 - 16:56h

Um país que não gera emprego é um país pobre. Sejamos sérios: os números do desemprego e da pobreza são uma tragédia.

5 de Maio, 2010 - 15:11h

A discussão em torno do investimento público deveria focar-se nos resultados em termos de criação de emprego que o investimento público pode facultar.

21 de Abril, 2010 - 16:16h

Sobre a nova liderança do PSD importa focar três pontos: a coesão, o liberalismo e a novidade.

13 de Janeiro, 2010 - 00:00h

Quando os EUA, durante a cimeira de Copenhaga, optaram por privilegiar a negociação entre grandes potências em detrimento das discussões com o grosso dos estados, quaisquer quimeras de um advento multilateralista, no domínio da geopolítica internacional, cairiam por terra.

20 de Novembro, 2009 - 00:00h

A forma como o novo executivo vier a tratar o fenómeno da corrupção pode bem ser uma das medidas da sua estatura. Vier a tratar porque até agora tem destratado, logo tem sido conivente e, em consequência, co-responsabilizável pela ambiência de impunidade que, no que diz respeito à criminalidade económica, tem vindo a vigorar.

4 de Novembro, 2009 - 00:00h

Alguma diferença se pressente, desde que terminou o ciclo eleitoral, no jeito de estar de José Sócrates: menos arrogância e menos prepotência, mais candura e afabilidade. Anda quase que meigo. Nunca falou tanto em diálogo e em consenso. Nem parece o mesmo José Sócrates que durante os últimos quatro anos governou impondo reformas, irresponsáveis e insensíveis, como, por exemplo, as do sector da educação e da saúde, impostas contra tudo e contra todos. A questão é que estas metamorfoses, de estilo, mais não são do que transformações acessórias porque, no essencial, no conteúdo, parece que vem ai mais do mesmo.

12 de Agosto, 2009 - 00:00h

Surgiu, nos últimos dias, a notícia de que o número de desempregados sem qualquer subsídio de desemprego está a crescer ao dobro da subida do desemprego. As estatísticas divulgadas confirmam não apenas a tendência da escalada vertiginosa do desemprego, indicam também a subida impetuosa tanto dos desempregados de longa duração quanto dos desempregados jovens. Quando se estimam em quase 30% os desempregados já sem qualquer tipo de subsídio, é evidente a dimensão da crise social que o país vive.

Páginas