Está aqui

Lisboa acolhe primeira conferência sobre canábis medicinal

Em destaque na edição do Quatro e Vinte está o anúncio da primeira conferência internacional sobre canábis medicinal, que se realiza em Lisboa a 9 e 10 de novembro.

Na atualidade internacional, saiba que a Pepsi quer seguir os passos da Coca Cola na entrada no mercado das bebidas canábicas. Em Amesterdão, a presidente da Câmara eleita pelo partido Verde critica o programa de cultivo municipal para abastecer os “coffee shops” e ameaça ficar de fora. Na Califórnia, o governador Jerry Brown está de saída e vetou a lei que permitia aos dispensários oferecer canábis aos doentes com poucos recursos. Ainda nos EUA, o primeiro território a legalizar a canábis sem recurso a referendo fica na Micronésia e aprovou a lei há duas semanas. No Uruguai, é tempo de fazer o primeiro balanço da legalização: o consumo subiu mais entre as mulheres e os idosos e foi desmentida (outra vez) a teoria da canábis como porta de entrada para o consumo de outras substâncias mais perigosas. No campo da investigação, trazemos um estudo que conclui não haver relação entre o consumo problemático e o estatuto legal da planta nos EUA, e um outro que aponta o risco acrescido do consumo de canábis no início da adolescência para funções cognitivas como a memória e a atenção.


Para não perder nenhum programa, subscreva o podcast via iTunes (link is external) ou RSS (link is external).

Termos relacionados Quatro e Vinte