Está aqui

Rica classe média, a nossa!

A classe média que o PSD e o CDS dizem defender são na realidade os mais ricos do país, é com essas pessoas que estão preocupados.

A avaliar por algumas notícias e comentários que se veem na televisão e nos jornais, a classe média em Portugal é gente que vive muito bem, somos um país de gente rica e não sabíamos.

São comentadores a afirmar que qualquer família facilmente chega a ter património de quinhentos mil euros e alguns partidos (PSD e CDS) preocupados porque a redução da sobretaxa de IRS não beneficia a classe média.

O valor médio dos imóveis, segundo o cadastro das finanças é de 64.000€. É preciso ser dono de oito casas (a esse valor médio) para ter património de 500.000 e ser sujeito ao novo imposto que está a ser estudado pelo governo. Estima-se que menos 100.000 pessoas estarão sujeitas ao novo imposto, isto é, apenas 1% da população do país, seguramente os mais ricos.

Quanto à sobretaxa do IRS, foi reduzida para metade (de 3,5% para 1,75%, ou menos) para rendimentos até 40.000. Para rendimentos entre os 40.000 e os 80.000, a sobretaxa teve uma redução ligeira, de 3,5% para 3% e acima dos 80.000 não houve redução.

Mas será que a classe média em Portugal tem rendimentos acima de 40.000 euros por ano? O rendimento médio do trabalho em 2013 foi de 1.093 euros/mês ou 13.116 por ano. Já o rendimento disponível médio das famílias no mesmo ano foi de 29.240 por família (inclui os outros rendimentos além dos do trabalho – rendas juros, lucros).

Das declarações de IRS entregues em 2013, apenas 7,3% declararam rendimentos acima dos 40.000. Portanto a “classe média” que o PSD e o CDS defendem são na realidade os 7,3% mais ricos do país, é com essas pessoas que estão preocupados.

Mais de três quartos dos portugueses nem ganham 20.000 por ano - 76% das declarações de IRS em 2013. E a ganhar menos de 10.000 euros temos quase metade da população – 48,4% das declarações.

Ou os políticos do PSD e do CDS não conhecem o país onde vivem e julgam que somos todos ricos como eles e os seus amigos, ou então querem fazer-nos passar a todos por tontos.

O mesmo em relação a boa parte dos comentadores de TV e jornais, que são muito bem pagos pelo trabalho que fazem e quando enchem a boca com a classe média estão apenas a querer salvar seu o próprio bolso.

Caro leitor, se ganha por ano mais de 40.000 ou tem património que vale mais de 500.000 euros e não tem preocupações de justiça fiscal, então deve votar no PSD ou no CDS, porque efetivamente esses partidos estão a defender os seus interesses. Se está longe desses níveis de rendimento anual e de riqueza, então aqueles partidos não o representam.

Artigo publicado no DN-Madeira no dia 20/Set.

Nota: Os dados apresentados estão disponíveis em pordata.pt.

Sobre o/a autor(a)

Coordenador do Bloco de Esquerda / Madeira. Economista, dirigente da Administração Pública.
(...)