Está aqui

A luta dos enfermeiros é justa

O Serviço Nacional de Saúde só é possível graças aos seus profissionais, sem exceção. Foram eles que aguentaram o nosso serviço público de saúde nos anos mais duros da austeridade do PSD e do CDS.

Aguentaram o corte nos seus salários, o corte nos orçamentos, a redução de pessoal, o aumento do horário de trabalho, a realização de milhares de horas extraordinárias que nunca foram pagas, a deterioração das condições de trabalho, o caos nas urgências e noutros serviços…

Aguentaram tudo isso e garantiram que uma das conquistas mais importantes da nossa democracia permanecesse de pé. O Serviço Nacional de Saúde só não sucumbiu porque os profissionais do SNS não deixaram. Os utentes continuaram a ter acesso a cuidados de saúde porque os profissionais não permitiram que estes encerrassem.

É mais do que altura de reconhecer isto, de reparar injustiças e dignificar o trabalho destes profissionais.

Olhemos para os profissionais de enfermagem, o maior grupo profissional na Saúde:

São licenciados mas ganham muito menos do que o salário base de qualquer outro técnico superior; muitos investiram na formação pós-graduada, tornando-se especialistas, mas não ganham mais por isso; a falta de profissionais no SNS obriga-os a fazer imensas horas para além do seu horário de trabalho, mas continuam sem receber centenas de milhares de horas extraordinárias; trabalham noites, fins de semana e feriados, mas só lhe pagam metade do que deveriam receber porque subsiste o corte nas horas de qualidade.

Acresce a tudo isto a injustiça de continuar a ter muitos milhares de enfermeiros a trabalhar 40h e a ganhar o mesmo que outros enfermeiros que trabalham 35h. Olhando para o valor/hora, uns ganham menos do que outros apesar de às vezes trabalharem lado a lado, no mesmo serviço e com as mesmas funções.

Não haja dúvidas que têm muitas razões para reivindicar. E todas elas muito justas. Da parte do Bloco de Esquerda não temos dúvidas sobre essa justiça.

Repor o valor das horas de qualidade, garantir as 35h para todos os profissionais de enfermagem, aumentar a base salarial destes profissionais e valorizar a sua especialização são propostas que devem avançar rapidamente. A estas acrescem a necessidade de contratar mais profissionais de enfermagem para o SNS e a necessidade de se começar a negociar a revisão da carreira de enfermeiro.

Estas medidas trarão justiça aos profissionais e, para além disso, garantirão a construção de um melhor Serviço Nacional de Saúde para os utentes. Ter mais profissionais, em condições de trabalho dignas e respeitados no trabalho que fazem terão esta consequência: melhores cuidados prestados aos utentes e melhor acessibilidade aos serviços de saúde.

Por tudo isto, só se pode concluir: os profissionais de enfermagem têm razão!

Artigos relacionados: 

Sobre o/a autor(a)

Dirigente e deputado do Bloco de Esquerda, membro da Comissão de Saúde da Assembleia da República. Psicólogo
(...)