Está aqui

Escolhas à esquerda e à direita

O que preocupa o PS é claro: Alegre colocou em questão uma das mais importantes iniciativas do anterior Governo e que mais feriu os direitos de quem trabalha: o Código de Trabalho. Ao votar contra, Alegre demonstrou que não estava disposto a colaborar na selvajaria da imposição do liberalismo e que, enquanto Presidente da República também não o estará. Não é o passado recente de choque e desentendimento entre Alegre e a direcção Sócrates que intimida tantos dirigentes do PS. Também não é a entrada de Manuel Alegre na campanha legislativa de 2009 que os descansa. É o perigo de dar poder a quem, dentro do próprio PS, tem uma visão crítica à esquerda à maioria absoluta de Sócrates ou aos recentes arranjinhos com o CDS.

A direcção Sócrates não quer o Alegre, é claro. Terá pela frente uma decisão importante: ou apoia Alegre e fará parte de uma candidatura das esquerdas ou não apoia e apresenta um candidato que esteja disposto a ser humilhado novamente. Se decidir apoiar Alegre, terá ainda uma outra escolha para fazer: investir na candidatura de Manuel Alegre para derrotar Cavaco ou fazer o menos possível por esta candidatura das esquerdas e esperar pela vitória de Cavaco. Esta será uma escolha para o futuro do PS: ou a esquerda ou o liberalismo e Cavaco. Ou a esquerda ou a continuação da devastação dos serviços público. Ou a esquerda ou o código de trabalho.

Os namoricos de Sócrates com Paulo Portas para a viabilização do orçamento de estado não são bons predictores de qual será o papel do PS nesta campanha para as presidenciais. Sócrates prefere a extrema-direita parlamentar a procurar políticas sociais que incluam a esquerda. Sócrates prefere trocar subsídios aos agricultores por um orçamento anti-social. As escolhas são de Sócrates, do PS. O liberalismo, a destruição dos serviços públicos, o código de trabalho, o ataque à escola pública são tudo escolhas de Sócrates e do PS. Alegre ou Cavaco será mais uma escolha - ou as esquerdas ou a continuação do Cavaquismo.

Sobre o/a autor(a)

Médico
(...)