Está aqui

Constituição, uma ova!

Alguém espera que a Constituição nos proteja de Passos Coelho?

Compreendo a discussão e a inquietação geral com Passos Coelho e a sua tentativa de mudar a Constituição. Compreendo a importância simbólica e formal de retirar a saúde e a educação das obrigações constitucionais. Percebo que o país democrático e republicano fica a perder em conteúdo com uma Constituição mais neoliberal. E é por compreender isto tudo que peço que não interpretem este artigo como uma crítica à esquerda ou falta de sensibilidade pelas conquistas constitucionais de Abril.

Então agora respondam-me a algo muito simples: foi a actual constituição algum impedimento para os ataques liberais dos sucessivos governos ao longo dos últimos 20 anos? Foi a palavra da constituição “o ensino deve ser tendencialmente gratuito” que impediu Cavaco, Guterres, Durão e Sócrates de aumentarem as propinas? Foi a constituição que impediu a autonomização e privatização progressiva das gestões hospitalares dos governos de PS e PSD-CDS? Foi a Constituição que impediu as parcerias público-privadas nos hospitais que estão a ser construídos no país? Foi a constituição que impediu a fixação e o aumento posterior das taxas moderadoras no SNS? Foi a constituição que impediu os Mello de devastarem o Hospital Amadora-Sintra para depois irem destruir serviços de saúde em Braga?

Pois é, eles não querem saber da Constituição e fazem o que querem independentemente do que está lá escrito. É imbecil e hipócrita que algumas pessoas do PS venham agora indignar-se perante esta alteração constitucional quando estiveram na linha da frente de tantas medidas que atentaram contra a Constituição, como as que enunciei atrás.

Passos Coelho é um joguete de índole neoliberal selvagem, que já se assumiu primeiro-ministro e se comporta como tal e tem uma necessidade política óbvia de centrar a discussão pública na sua pessoa ao mesmo tempo que avança soluções podres para enganar a desesperança e a descrença de um país em ruptura social, a espreitar os 10% de desemprego! Mas alguém espera que a Constituição nos proteja de Passos Coelho? Ela protegeu-nos de Sócrates?...

Sobre o/a autor(a)

Médico
(...)