Está aqui

Graça Marques Pinto

Dirigente do Bloco de Esquerda. Professora.

Artigos do Autor(a)

18 de Fevereiro, 2020 - 17:49h

Não está em causa nenhum juízo de valor sobre uma série de opções que se colocam em diversas situações, mas sim a soberania de quem está próximo do fim e que deve ter direito à escolha.

20 de Janeiro, 2020 - 21:24h

Nesta como em outras questões, urge adotar medidas que coloquem as pessoas e as suas opções no centro da política, potenciando a sua qualidade de vida. Haja vontade política para agir em conformidade! Por Graça Marques Pinto.

1 de Agosto, 2019 - 11:56h

Enquanto prevalecer uma lógica de mercado na gestão da floresta que privilegia grandes manchas florestais de eucalipto, o interior do país continuará a ser consumido pelo fogo!

25 de Junho, 2019 - 13:56h

Precisamos de uma nova visão do envelhecimento que potencie a vida activa e a inserção na vida social e da vontade política para agir em conformidade.

5 de Maio, 2019 - 21:48h

Em vésperas da greve climática estudantil, que recolheu adesões de norte a sul do país, do litoral ao interior importa ter presente alguns dados resultantes de estudos sobre o aquecimento global que o império tenta escamotear.

5 de Novembro, 2016 - 00:47h

O ministro da Educação tem pela frente inúmeros dossiês em que é preciso afirmar a aposta numa Escola Pública Democrática e de Qualidade.

5 de Outubro, 2016 - 23:09h

A determinação e o atrevimento de Carolina Beatriz Ângelo contribuíram para engrossar a torrente da luta feminista.

16 de Junho, 2016 - 22:32h

A defesa da manutenção de contratos de associação onde a Escola Pública tem capacidade de resposta, só é explicável à luz de um programa ideológico.

1 de Dezembro, 2015 - 16:46h

O final de 2015 abriu novos horizontes de uma vida melhor para os de baixo. No entanto, a submissão do Governo do PS aos ditames de instituições europeias e nacionais representam motivo de apreensão.

8 de Outubro, 2015 - 21:08h

O que a direita não pode escamotear é que estão criadas condições para um virar de página em Portugal. Há uma maioria objetiva no parlamento que o viabiliza.

Páginas