Está aqui

Melilla: a tragédia e a morte geradas pelas políticas de controlo migratório

A 25 de junho, cerca de 30 migrantes morreram e centenas ficaram feridos por causa do abuso da polícia marroquina em cooperação com forças espanholas. Irene Graíño Calaza mostra que isso prova que a Europa Fortaleza recebe quem foge de massacres com mais massacre, num artigo lido por Carlos Carujo.

Termos relacionados Alta Voz