Está aqui

Os sócio-gerentes das microempresas também são trabalhadores

É fácil perceber que, nas microempresas, o sócio gerente é um trabalhador da empresa e, na maior parte dos casos, é mesmo o único trabalhador.

639103026820938

Em Portugal, 97% das empresas são micro e pequenas empresas. Cada uma destas empresas tem menos de 50 trabalhadores, mas juntas garantem 2 milhões e meio de postos de trabalho.

Quase todas estas empresas têm menos de 10 trabalhadores. São 1 milhão e 200 mil microempresas. E destas, três quartos são empresas unipessoais.

É fácil perceber que, nas microempresas, o sócio gerente é um trabalhador da empresa e, na maior parte dos casos, é mesmo o único trabalhador. Mas as medidas até agora adotadas para apoiar o emprego e os salários deixam de fora os sócio-gerentes.

É assim que milhares de trabalhadores - do comércio e serviços, turismo, restauração, cultura e tantas outras áreas - podem vir a ficar sem nenhuma remuneração. Nem podem trabalhar nem têm acesso a qualquer apoio.

Na semana passada, o Bloco de Esquerda propôs no parlamento que os sócio-gerentes das microempresas tenham acesso aos mesmos apoios que os restantes trabalhadores. Nos últimos dias, mais partidos se juntaram a esta ideia. A proposta vai a votos já na quarta-feira e espero que finalmente seja dado este passo de justiça.