Está aqui

Ricardo Mamede

Economista

Professor Auxiliar do Departamento de Economia do ISCTE e Investigador do Dinâmia (Centro de Estudos Sobre a Mudança Socioeconómica).
Doutorado em Economia pela Universidade Bocconi (Milão), Mestre em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia e Licenciado em Economia pelo ISEG/UTL. Requisitado pelo Observatório do QREN, onde sou responsável pelo Núcleo de Estudos e Informação. Os seus principais interesses de investigação centram-se nos domínios das dinâmicas sectoriais, da economia da inovação, e da mudança estrutural.

Co-Autor do Blogue  Ladrões de Bicicletas

Artigos do Autor(a)

19 de Fevereiro, 2010 - 00:00h

Não é sustentável a prazo que economias sujeitas à mesma política monetária e à mesma taxa de câmbio tenham posições tão distintas nas suas balanças externas. Parece cada vez mais consensual que a sustentabilidade do euro (e, em última análise, da integração europeia) não dispensa um reforço significativo da coordenação das políticas económicas da UE.

4 de Fevereiro, 2010 - 00:00h

Não é sustentável a prazo que economias sujeitas à mesma política monetária e à mesma taxa de câmbio tenham posições tão distintas nas suas balanças externas. Parece cada vez mais consensual que a sustentabilidade do euro (e, em última análise, da integração europeia) não dispensa um reforço significativo da coordenação das políticas económicas da UE.