Está aqui

Autoeuropa: Trabalhadores do Parque Industrial manifestam preocupação

A coordenadora das CT's do Parque da Autoeuropa diz que os trabalhadores estão preocupados com o “agravamento das condições de trabalho”e a “deterioração do diálogo e paz social”.
Autoeuropa, dezembro de 2016 – Foto de Mário Cruz/Lusa
Autoeuropa, dezembro de 2016 – Foto de Mário Cruz/Lusa

No comunicado da coordenadora das comissões de trabalhadores do Parque Industrial da Autoeuropa, divulgado nesta terça-feira, é criticada a decisão unilateral da administração da Autoeuropa, de imposição do horário de trabalho, considerando que se trata de um assunto que “devia ter sido tratado desde o ano 2015” e que a administração “deixou arrastar” o problema “até ao limite e sem envolver os Trabalhadores”.

No comunicado é também criticada a “falta de trabalho conjunto entre as organizações dos Trabalhadores para debater estes assuntos”, que é considerada “uma fragilidade para todos os Trabalhadores que serve o interesse das diferentes administrações das diversas empresas”.

No documento é assinalado também que “os atuais monovolumes estão em tendência decrescente nos seus volumes de produção” e que é urgente saberem “a estratégia da Volkswagen, a médio prazo para a AE e para todas as 19 empresas que dependem da produção da Volkswagen Autoeuropa”.

A finalizar, a coordenadora das CT's critica “a falta de coragem do Governo em alterar as condições do Código de Trabalho”.

Termos relacionados Sociedade

Adicionar novo comentário