Está aqui

Mesmo aqui ao lado

“O novo mundo, mesmo ali ao lado” – cantam os Xutos. Pois. Olhemos para mesmo aqui ao lado e vejamos o que está a ser esse novo mundo.

O Centro para os Direitos Económicos e Sociais, uma prestigiada organização não governamental internacional de defesa dos direitos humanos, emitiu há dias uma avaliação da evolução registada em Espanha nos últimos quatro anos em matéria das condições de vida das pessoas. Os dados assinalados pelo relatório são arrasadores: cerca de 13 milhões de homens e mulheres em risco de pobreza e exclusão, 3 milhões mais que em 2007; 25% da população ativa desempregada, mais de metade dos quais com menos de 25 anos; 44% da população está em regime de precariedade laboral; o risco de subnutrição atinge hoje um quarto das crianças espanholas, sendo que 2,7 milhões de crianças se situam em risco de pobreza e exclusão, o que significa um retrocesso de uma década no combate à pobreza infantil; registou-se uma redução de 11% na despesa em saúde entre 2010 e 2014, com impactos desastrosos sobretudo na população mais idosa; os direitos elementares das mulheres foram alvo de uma fragilização flagrante por força dos cortes orçamentais (em 77% relativamente a números de 2009) no apoio a políticas de igualdade de género e de combate à violência contra as mulheres.

A este retrato juntem-se ainda três dados extremamente relevantes: primeiro, a média de rendimento disponível diminuiu 3,6% desde 2007, mas enquanto o décimo mais rico perdeu 1,4% desse rendimento, o décimo mais pobre perdeu 12%; segundo, o fosso entre ricos e pobres cresceu 15% desde 2007; e terceiro, o peso relativo do rendimento do trabalho no PIB espanhol diminuiu em 4,5 pontos percentuais desde 2010.

O novo mundo mesmo aqui ao lado é igual ao novo mundo mesmo cá dentro. A austeridade arrasou direitos e arrasa horizontes. Esta Europa que nos torpedeia as vidas é hoje um espaço de violação grosseira e em larga escala dos direitos humanos. É isso que deve ser trazido para o centro do debate público e para o coração do combate político.

Sobre o/a autor(a)

Deputado e Vice-Presidente da Assembleia da República. Dirigente do Bloco de Esquerda, professor universitário.

Adicionar novo comentário