Está aqui

Breves

Nova avaria em Almaraz

No domingo, a administração da central nuclear de Almaraz emitiu um comunicado anunciando nova avaria nos equipamentos. Já no início do mês uma inspeção tinha detetado uma falha no sistema de arrefecimento da central, que pôs em causa a segurança do seu funcionamento.

Segundo a administração da central, os sistemas de segurança “actuaram correctamente” e que as causas do incidente serão agora analisadas. Almaraz é a central nuclear mais antiga do Estado Espanhol, localiza-se em Cáceres, a cem quilómetros da fronteira com Portugal. Iniciou o seu funcionamento no início dos anos 1980, o seu encerramento foi previsto em 2010, mas o Governo do Estado Espanhol prolongou o seu funcionamento até 2020.

Bloco condena silêncio da Universidade do Minho no caso de abuso de estudante

22 de Maio

A Coordenadora Concelhia de Braga do Bloco de Esquerda emitiu um comunicado no qual “repudia veementemente os alegados abusos cometidos contra uma estudante universitária” e critica “o ruidoso silêncio quer da parte do reitor, quer do presidente da Associação Académica da Universidade do Minho”.

Prossegue o comunicado afirmando que para o Bloco de Esquerda, este incidente, “a par de outros atos de humilhação continuada, perpetrada e consentida entre estudantes”, deveriam ser motivo de uma “profunda reflexão, que tem de ser promovida pela academia, do reitor aos docentes e aos estudantes, independentemente de apuramentos de natureza criminal”.

Direção do Instituto do Cinema e Audiovisual demitiu-se

18 de Maio

Segundo revelou o Ministério da Cultura (MC) esta quarta-feira, Filomena Serras Pereira e Ana Costa Dias, presidente e vice-presidente do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), "solicitaram a cessação das funções que exercem desde 15 de janeiro de 2014". O pedido foi aceite, sendo que, nos próximos dias, será anunciada a nova direção do ICA.

A saída da direção do ICA surge num momento de grande contestação por parte de várias associações do setor, no seguimento da escolha dos júris dos concursos de apoio financeiro e da política para o setor do cinema e audiovisual (ler artigo: Cinema: Agentes exigem transparência na nomeação de júris).

Porto é a cidade com “mais amianto”, denuncia Sindicato da Construção

16 de Maio

O presidente do Sindicato da Construção de Portugal, Albano Ribeiro, disse que o Porto é a cidade do país com “mais amianto” e faz um apelo “urgente” à criação de uma comissão para fazer o seu levantamento. “O Porto tem muitos milhares de metros quadrados de amianto em avançado estado de degradação, situação que ameaça a saúde pública”, disse à Lusa, tendo acrescentado ser “urgente e fundamental” criar uma comissão que faça o levantamento dos “milhares de metros quadrados” de amianto existente em toda a cidade, estando o sindicato disponível para fazer parte da mesma.

Turquia: Polícia reprime manifestação do 1º de Maio

1 de Maio

Autoridades policiais usaram gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes que pretendiam comemorar o Dia do Trabalhador na Praça Taksim, em Istambul. A agência France Press noticiou que os manifestantes empunhavam faixas de contestação ao regime liderado por Recep Erdogan onde se podia ler “longa vida ao 1º de Maio, não ao ditador!”

As comemorações oficiais tiveram lugar em Bakirkoy, na costa europeia de Istambul, perto do aeroporto Atatürk.

Estudantes manifestam-se contra Le Pen e Macron

27 de Abril

«Ni Marine, ni Macron, ni patrie, ni patron», entoaram esta quinta-feira centenas de estudantes no centro de Paris, num protesto que encerrou algumas escolas secundárias na cidade e deu origem a uma manifestação que acabou em confrontos com a polícia e algumas montras de bancos e painéis publicitários partidos. O protesto liceal contra a extrema-direita e o sistema financeiro a que estão associados os dois candidatos que passaram à segunda volta das presidenciais francesas, Emmanuel Macron e Marine Le Pen, estendeu-se a outras cidades, como Rennes, onde cerca de mil estudantes também saíram à rua.

Primeiros resultados confirmam crescimento de Mélenchon

23 de Abril

Os primeiros resultados dos territórios franceses fora do continente, que votaram no sábado, revelam uma subida impressionante do candidato da França Insubmissa. Segundo a tv belga RTBF, Mélenchon vence a primeira volta na Martinica, Guiana e St-Pierre et Miquelon, com resultados entre 24% e 35%. Em Guadalupe, Macron surge na frente com 30% e Mélenchon é o segundo com 24%. Na primeira volta das eleições de 2012, Jean-Luc Mélenchon tinha registado votações de cerca de 6% na maior parte destas regiões. Embora estes resultados não sejam representativos do eleitorado francês - tradicionalmente o voto destas regiões é mais à esquerda que o continental -, eles confirmam o crescimento da candidatura da França Insubmissa.

EUA: Bannon sai do Conselho de Segurança Nacional

5 de Abril

O ex-diretor do site de extrema-direita Breitbart News, nomeado por Donald Trump conselheiro principal para a estratégia da sua administração, está fora do Conselho de Segurança Nacional. Segundo a agência Bloomberg, citando fontes da Casa Branca, foi considerado que a presença de Bannon já não era necessária, uma vez que a sua função era a de “monitorizar” Michael Flynn, o conselheiro de segurança obrigado a demitir-se por ter mentido sobre os seus contactos com diplomatas russos. Ainda segundo as mesmas fontes, Bannon nunca terá assistido a uma reunião deste organismo, para o qual regressam agora os responsáveis pelos serviços secretos e pelas forças armadas.

Reino Unido: UKIP fica sem representação parlamentar

26 de Março

O partido de extrema-direita britânico, UKIP vai deixar de ter representação no parlamento britânico depois do deputado Douglas Carswell ter anunciado este sábado que vai passar à condição de independente. "Vou sair amigavelmente do UKIP, alegre e com a consciência de que ganhámos", escreveu no seu blogue o deputado eleito pelo círculo eleitoral de Clacton, no condado de Essex.

Em finais de fevereiro, o antigo líder do UKIP e ex-deputado europeu, Nigel Farage acusou Douglas Carswell de tentar prejudicar "ativamente e de forma transparente" o partido tendo exigido a sua saída.

Solidariedade com os acusados de Jobstown

23 de Março

O julgamento de 18 manifestantes que se sentaram em frente ao carro do vice-primeiro ministro irlandês em 2014, em protesto contra o aumento das taxas da água, está marcado para 24 de abril. A batalha contra essa medida de austeridade foi vencida, mas a acusação de sequestro manteve-se e prevê penas até prisão perpétua. A exigência da retirada da queixa tem mobilizado ativistas em todo o mundo e esta semana os deputados do Bloco de Esquerda juntaram-se a esta campanha pela liberdade de expressão e manifestação política.

Estádio de futebol da Real Sociedad no jogo contra a equipa Alaves. Todo o estádio empunhava cartazes contra a reabertura da central nuclear da Garoña.

Milhares manifestam-se no País Basco pelo encerramento da central de Garoña

19 de Março

Milhares de pessoas manifestaram-se este sábado em Vitoria, no País Basco, para exigir o desmantelamento da central nuclear de Garoña. Esta central foi programada em 1971, quando foi previsto que tivesse um tempo de vida útil de 40 anos. Funcionou até 2012 e agora a empresa que a detém, a Nuclenos, quer reabri-la. O Conselho de Segurança Nuclear deu um aval positivo à reabertura, desde que sofra pequenas melhorias.

A central é designada pelos peritos como sendo a "irmã gémea" de Fukushima em termos de construção, e, efetivamente, a população do País Basco teme que esta central tenha o mesmo destino que a japonesa. Os protestos da população foram transpostos para o estádio de futebol do Real Sociedad, e, no jogo contra a equipa Alaves, todo o estádio empunhava cartazes contra a reabertura da central nuclear.

Páginas