Está aqui

Cultura

Para o escritor nova-iorquino, Trump é um indivíduo "furioso, irracional, instável e narcisista: um perigo que se alimenta da atenção" que o mundo lhe dá. Foto de Miguel Tona, EPA/ LUSA.

Paul Auster e o perigoso 45.º

21 de Setembro, 2017 - 00:02h

O escritor norte-americano esteve em Portugal, na semana passada, para apresentar o seu mais recente livro, 4 3 2 1. Porém, o tema sobre o qual mais falou foi sobre a sua “irritação” com o 45.º Presidente dos EUA: “Espero que a América sobreviva [a Trump]”.

"A Fábrica de Nada" recebe prémios em festivais de cinema do Iraque e Hungria

18 de Setembro, 2017 - 00:09h

O filme, que já tinha sido distinguido nos festivais de cinema de Cannes e de Munique, integra agora o Festival de Toronto, no Canadá, e em outubro vai marcar presença no Festival de Londres. "A Fábrica de Nada", de Pedro Pinho, estreia em Portugal a 21 de setembro.

Festival de Cinema Queer em Lisboa até dia 23 setembro

17 de Setembro, 2017 - 12:50h

A 21.ª edição do Queer Lisboa começou esta sexta-feira, no Cinema São Jorge, e estende-se até 23 de setembro, dia do lançamento da tradução portuguesa do clássico da teoria queer, Gender Trouble, de Judith Butler.

Já começou o Desobedoc 2017-Extensão Viseu

Já começou o Desobedoc 2017-Extensão Viseu

31 de Agosto, 2017 - 11:28h

Na Carmo'81, sede da Cooperativa Acrítica, em Viseu, a mostra de cinema insubmisso começou esta quarta-feira e estende-se até dia 2 de setembro, com uma programação que assinala os 100 anos da revolução Russa e promove uma homenagem a Ken Loach.

Aurélio Lopes apresentará o painel “Videntes, confidentes e penitentes - A construção do sagrado no universo cultural de Fátima”, no Fórum Socialismo 2017

Videntes, confidentes e penitentes

20 de Agosto, 2017 - 10:01h

Porquê, a história do cristianismo se plasma de episódios taumatúrgicos em que as diversas divindades cristãs se revelam aos Homens? Artigo de Aurélio Lopes, que apresentará o painel “Videntes, confidentes e penitentes - A construção do sagrado no universo cultural de Fátima”, no Fórum Socialismo 2017.

Avião larga água sobre um eucliptal a arder – Vendas Novas, 2 de julho de 2017 – Foto de Miguel A. Lopes/Lusa

Eucaliptal

18 de Agosto, 2017 - 10:57h

Serão as vantagens financeiras associadas ao negócio compensadoras dos riscos económicos, ambientais e sociais para a sociedade? Artigo de Paulo Pimenta de Castro, que apresentará o painelEucaliptal”, no Fórum Socialismo 2017.

Os títulos da dívida russa após o repúdio

17 de Agosto, 2017 - 09:47h

Embora em Fevereiro de 1918 os títulos russos tenham sido repudiados pelo governo soviético, continuaram a ser transaccionados até à década de 1990. Por Eric Toussaint. Parte 6 da série: Centenário da Revolução russa e do repúdio das dívidas.

Robótica feita em casa - Foto de Fumi Yamazaki/flickr

A revolução tecnológica atual e as suas implicações sociais

16 de Agosto, 2017 - 22:29h

No domínio do emprego é pertinente a pergunta: será que teremos um futuro sem empregos? Artigo de Paulo Marques Alves, que participará no Debate “A revolução tecnológica atual e as suas implicações sociais”, com António Chora, no Fórum Socialismo 2017.

Com o derrube do czarismo e a chegada ao poder dos bolcheviques, numerosos documentos até aí confidenciais foram divulgados ao público

A imprensa francesa a soldo do czar

15 de Agosto, 2017 - 14:56h

Com o derrube do czarismo e a chegada ao poder dos bolcheviques, numerosos documentos até aí confidenciais foram divulgados ao público. Por Eric Toussaint e Nathan Legrand. Parte 5 da série: Centenário da Revolução russa e do repúdio das dívidas.

Manifestação de soldados na Rússia em fevereiro de 1917

O significado histórico de Outubro de 1917, por Michael Löwy

12 de Agosto, 2017 - 14:49h

A Revolução Russa abriu um horizonte emancipatório que não foi eclipsado, apesar das traições, das decepções e, por fim, da brutal restauração capitalista que a sucedeu. Por Michael Löwy.

Filomena Marona Beja - Foto de André Beja

Filomena Marona Beja: “Há uma descompressão política e social no país”

7 de Agosto, 2017 - 15:26h

A escritora Filomena Marona Beja afirma, em entrevista ao esquerda.net, que a atual solução governativa “dá esperança aos portugueses” e que é preciso combater a ideia que os partidos são todos iguais. Por Pedro Ferreira

Corto Maltese, grafiti em Lisboa – Foto de Ana Gama/flickr

Corto Maltese, 50 anos depois

4 de Agosto, 2017 - 11:23h

Como escreve Umberto Eco sobre Corto, o facto é que foi Hugo Pratt quem marcou a imaginação que trespassa as fronteiras do espaço e da imaginação. Por Francisco Louçã

Catarina Martins no Convento de Cristo. Foto de Luís Costa.

Privatizar o património é “matar a galinha dos ovos de ouro do turismo”

25 de Julho, 2017 - 21:40h

Em visita ao Convento de Cristo, Catarina Martins considerou que “o desafio para o próximo orçamento de estado é reforçar o orçamento para a Cultura” e, simultaneamente, “dar aos monumentos a autonomia necessária para gerirem o seu orçamento e o seu quotidiano". 

Estruturas apresentam críticas ao novo modelo de apoios às artes

22 de Julho, 2017 - 12:12h

"Não há revisão do modelo de apoio às artes sem repor as verbas de 2009 [25 milhões de euros]", afirma Vítor Pinto Ângelo do Teatro Extremo. O governo não assume reposição de verbas.

Museu de Artes Decorativas quer funcionários sem pagar salário

19 de Julho, 2017 - 17:00h

O Museu da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, atualmente sustentado por um protocolo de apoio entre a Santa Casa da Misericórdia e a Câmara Municipal de Lisboa, lançou um programa de voluntariado para funções com horário completo e obrigação de comparência. 

Ministro da Cultura com Joe Berardo na assinatura do novo contrato de parceria público privado para o Museu Berardo, em dezembro de 2016. Foto de Mário Cruz, Lusa.

Bancos lançam penhora sobre coleção Berardo

12 de Julho, 2017 - 09:58h

Em dezembro de 2016, o Governo decidiu renovar o contrato de parceria público privado com Joe Berardo sem garantias de proteção da coleção face aos negócios do comendador.

“Assistimos a uma captura do património cultural pelo imobiliário”

7 de Julho, 2017 - 21:31h

No Colóquio de Políticas Públicas do Património Cultural, organizado pelo Bloco esta sexta-feira na Assembleia da República, a preocupação com a degradação das políticas públicas foi transversal a todos os oradores.

A Revolução na Finlândia

3 de Julho, 2017 - 16:42h

A esquecida Revolução Finlandesa talvez tenha mais lições para nós hoje do que os acontecimentos de 1917 na Rússia. Por Eric Blanc.

"A fábrica de nada". Fonte: Terratreme.pt

"A fábrica de nada" vence prémio CineVision do Festival de Cinema de Munique

2 de Julho, 2017 - 20:53h

Com três horas de duração e a participação de atores e não atores, “A fábrica de nada” apresenta a vida de operários que tentam segurar os postos de trabalho recorrendo a formas de autogestão de forma a evitar o encerramento da fábrica.

100 anos da Revolução de Outubro em debate este fim de semana

30 de Junho, 2017 - 13:47h

Começa esta sexta-feira o ciclo de debates organizado pela Cooperativa Culturas do Trabalho e Socialismo no espaço MOB, em Lisboa.

Foto sugu/Flickr

 Novo diretor do ICA quer "reforçar o papel da SECA”

30 de Junho, 2017 - 10:36h

Em entrevista à Agência Lusa, Luís Chaby Vaz falou em "pequenas reformas" e na potencial entrada em Portugal de novos "financiadores", nomeadamente "operadores de canais por cabo".

De Fevereiro a Outubro

29 de Junho, 2017 - 16:52h

Para muita gente, Fevereiro foi a revolução boa e Outubro a extremista. Mas os eventos na Rússia foram bastante mais complexos do que isso. Por Lars T. Lih.

"Avenida do Príncipe Perfeito", novo romance de Filomena Marona Beja.

"Avenida do Príncipe Perfeito", novo romance de Filomena Marona Beja

22 de Junho, 2017 - 12:47h

O nono romance da autora, que chega esta quinta-feira às livrarias, explora o Portugal dos anos 80 e o envolvimento de alguns portugueses no tráfico de armas dos Estados Unidos da América para a guerra entre o Irão e o Iraque.

George Steiner na New Yorker, edição Relógio d'Água.

Os últimos dias da humanidade?

19 de Junho, 2017 - 14:54h

“1984” esteve para se chamar “O Último Homem da Europa”, mas Orwell preferiu por no título uma data sem significado. O livro tornou-se assim um sucesso, narrando precisamente a banalização do poder sob a novilíngua, a sua voz do senso comum. Artigo de Francisco Louçã publicado no blogue Tudo Menos Economia.

As mulheres de 1917

17 de Junho, 2017 - 12:56h

As mulheres não foram apenas a “centelha” da Revolução Russa, mas a força motriz que a impulsionou. Por Megan Trudell.

Páginas