Está aqui

Vaga de frio: Lisboa ativa plano de proteção aos sem-abrigo

Vereador Ricardo Robles explica que Câmara Municipal de Lisboa tem estado especialmente atenta às baixas temperaturas devido à sua população mais vulnerável em situação de sem-abrigo". Vaga de frio colocará todos os distritos sob aviso amarelo a partir da noite de segunda-feira.
O plano de contingência é ativado quando se verificam temperaturas mínimas de 3 ou menos graus celsius por dois dias consecutivos.

As temperaturas em Portugal continental poderão chegar aos sete graus negativos esta semana, numa vaga de frio que colocará todos os distritos sob aviso amarelo a partir da noite de segunda-feira.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera chama a atenção para temperaturas especialmente baixas entre terça e quinta-feira, com as mínimas a poderem chegar a sete graus negativos em locais do interior norte e centro.

A partir de dia 6 as temperaturas vão descer ainda mais, com mínimas no interior norte e centro a atingirem valores entre os dois e os sete graus negativos e máximas a oscilarem entre os dois e os oito graus Célsius. No resto do continente a temperatura máxima deverá variar entre os 10 e os 13 graus e a mínima entre os zero e os cinco graus.

Em Lisboa, e a partir de segunda-feira, as estações de metro do Oriente, Saldanha, Rossio e Intendente estarão abertas durante a noite, de forma a receberem pessoas em situação de sem-abrigo.

Também a partir de segunda-feira, a Câmara Municipal de Lisboa irá abrir o Pavilhão Municipal Manuel Castelo Branco, em São Vicente, de modo a garantir assistência ao nível da higiene e distribuição de comida e agasalhos.

O gabinete do vereador Ricardo Robles explica que "desde o início do inverno, a Câmara Municipal de Lisboa tem estado especialmente atenta às baixas temperaturas devido à sua população mais vulnerável em situação de sem-abrigo".

Por esse motivo, desde 2 de fevereiro que se encontra acionada a “fase azul” do plano de contingência, o que inclui a “abertura antecipada dos centros de acolhimento e reforço das equipas de rua das várias instituições parceiras que distribuem agasalhos e bebidas quentes”.

O plano de contingência da Câmara de Lisboa em relação ao frio costuma ser ativado quando se verificam temperaturas mínimas de três ou menos graus celsius por dois dias consecutivos, mas estes critérios podem ser alterados pela sensação térmica.

Segundo fonte oficial da autarquia, estes requisitos também têm mudado devido às alterações climáticas, o que faz com que o plano de contingência esteja sempre disponível para ser ativado.

Termos relacionados Política
(...)