Está aqui

Relvas e Dias Loureiro em férias de luxo em Copacabana

Quando a maioria da população de Portugal sofre os maiores cortes nos seus rendimentos de que há memória, o ministro Miguel Relvas celebra a passagem do ano 2012 para 2013 num luxuoso hotel de Copacabana, Rio de Janeiro. E não estava sozinho, foi acompanhado por destacadas personalidades do PSD: o ex-administrador do BPN, Dias Loureiro e o ex-ministro José Luís Arnaut.
Miguel Relvas e Dias Loureiro na Assembleia da República em 11 de Março de 2005, quando ambos eram destacados dirigentes e deputadois do PSD -Foto António Cotrim/Lusa

O jornal “I” já tinha noticiado no dia 1 de janeiro de 2013, que Miguel Relvas tinha feito férias de luxo e celebrado a passagem do ano no Rio de Janeiro, no luxuoso hotel Copacabana Palace, acompanhado pelo ex-administrador e um dos principais responsáveis pelo escândalo do BPN, Dias Loureiro, pelo ex-ministro José Luís Arnaut e pelas respetivas esposas.

Nesta segunda-feira, o jornal “Correio da Manhã” confirma a notícia com as respetivas fotos.

Segundo o jornal “I”, o custo mínimo da dormida no hotel Copacabana Palace é de 600 euros sendo a média de 800 euros. De acordo com o “Correio da Manhã”, na época do Réveillon no Copacabana Palace só são aceites reservas mínimas de seis noites e o preço pode atingir os dois mil euros por noite e por pessoa.

Quanto à festa da passagem do ano, cuja reserva teve de ser marcada com seis meses de antecedência, o preço foi de 865 euros por pessoa.

Miguel Relvas foi contactado pelo jornal “Correio da Manhã” ao qual afirmou apenas: “A minha vida privada não discuto”.

Sem dúvida que a vida privada do ministro não interessa, mas três factos fazem das férias do ministro um verdadeiro escândalo.

Em primeiro lugar, o ministro celebra luxuosas férias e passagem do ano no preciso momento em que o seu governo aprova o orçamento de Estado com os mais brutais cortes de que há memória. Para a maioria da população os cortes e reduções, para o ministro Relvas o luxo.

Em segundo lugar, o governo tem afirmado, mentirosa e hipocritamente, que a população portuguesa tem vivido acima das suas posses, mas Miguel Relvas dá exemplo de luxo e esbanjamento, ostentando posses espantosas.

Em terceiro lugar, o ministro Relvas e José Luís Arnaut estavam acompanhados por Dias Loureiro, um dos maiores responsáveis do escândalo financeiro do BPN. Enquanto o Estado e a população portuguesa pagam os brutais custos desse escândalo, Relvas faz férias luxuosas com o administrador Dias Loureiro.

Termos relacionados BPN: A fraude do século, Política

Comentários

Tribunal Brasileiro penhora 5 balcões da ANA, sede das Águas de Portugal, todos os aviões da TAP menos 1... para pagamento de divida ao Copacabana Palace de 3 ilustres tortugas, nos quais se inclui o ministro creditado dr.relvas.

Pois.... quem pode, pode.... E estes senhores não vão para a política só porque são bons samaritanos!!!
Encher até mais não.... e os outros que se lixem... Que nós, pelo contrário "luxamo-nos"!!!!

Adicionar novo comentário