Está aqui

Parlamento Europeu aprova CETA, três milhões assinam contra

O CETA foi aprovado esta quarta-feira pelo Parlamento Europeu com 408 votos a favor, 245 contra e 33 abstenções. Mais de três milhões de cidadãos assinaram documento que rejeita o acordo e prometem continuar a lutar contra a sua implementação.
Deputados do Bloco manifestam a sua oposição ao CETA

 Bloco, PCP e a eurodeputada do PS, Ana Gomes, votaram contra a aprovação do CETA, enquanto o PSD, PS, CDS-PP, MPT e o deputado Marinho Pinto votaram a favor.

Refira-se ainda que à entrada do Parlamento Europeu esteve ainda presente uma delegação portuguesa da Platafoma STOP TTIP.

O Acordo Abrangente de Comércio e Economia entre o Canadá e a União Europeia, (CETA, na sigla em inglês) foi assinado no final do mês de outubro de 2015, terá de ser agora ratificado por mais de 30 parlamentos nacionais e regionais, um processo que poderá demorar vários anos.

Entretanto, foi agendada uma concentração para esta quarta-feira, às 18 horas, em frente à Assembleia da República contra a aprovação do acordo.

Na sua página de Facebook, a eurodeputada do Bloco, Marisa Matias – que ao início da manhã esteve à entrada do Parlamento Europeu com Miguel Urbán, do Podemos, a receber 3 milhões e meio de assinaturas de cidadãos e cidadãs contra o CETA - escreveu: “Hoje o Parlamento vota e o mais provável é que ignore estes cidadãos, assim como os 6 mil municípios que estão contra, ou as 2137 comunidades que se declararam livres de CETA na União Europeia. E acrescentou: “O mais provável é que tome partido pelos lucros e pelas multinacionais. Mas estas pessoas continuarão a resistir. Nós também”.


A contestação ao CETA chamou a atenção para as consequências negativas do acordo e reiterou a vontade dos cidadãos em prosseguir a luta contra a sua aplicação
 
Termos relacionados Internacional

Adicionar novo comentário