Está aqui

Facebook censura Esquerda Anti-Capitalista

Perfil da corrente política do Estado espanhol foi cancelado. Decisão “só pode ser entendida como uma forma de cortar a liberdade de expressão e o uso aberto desta ferramenta informática”.
"A decisão do Facebook “só pode ser entendida como uma forma de cortar a liberdade de expressão e o uso aberto desta ferramenta informática”

A Esquerda Anti-Capitalista de Madrid teve o seu perfil no Facebook cancelado, depois de ter publicado uma convocatória para a Contra-Cimeira da NATO em Lisboa, que se realizará a 19 e 20 de Novembro.

O perfil contava com mais de 1.500 seguidores e mantinha uma actualização regular sobre as suas actividades e posições. Para aquela corrente política, a decisão do Facebook “só pode ser entendida como uma forma de cortar a liberdade de expressão e o uso aberto desta ferramenta informática”.

Uma ferramenta, prossegue o comunicado publicado no site, “que muitos movimentos sociais e políticos da esquerda alternativa vêm usando como ferramenta tecnopolítica para se organizarem e ampliar o eco das suas propostas”.

Para a Esquerda Anti-Capitalista, o encerramento do seu perfil no Facebook faz parte de uma estratégia de crescente criminalização social da dissidência e da auto-organização das pessoas que contestam o sistema.

Termos relacionados Internacional

Comentários

No pós 11 de Setembro, lembro-me de ter lido uma notícia que a CIA pretendia ter uma base de dados com relatórios detalhados da população mundial, falavam em cerca de 50 páginas/pessoa. Pouco depois começaram a aparecer Hi5, Myspace, Facebook, etc... nasciam como cogumelos após um dia de chuva. Pode ser paranóia minha, mas nunca confiei nesses sites. Nada mais fácil que convencer as pessoas a entregar os dados voluntariamente para esse fim. Estes "favores" a um "familiar próximo" da CIA só me deixam mais desconfiado ainda.

Adicionar novo comentário