Está aqui

Sara Barros Leitão e Conceição Ramos conversam sobre trabalho doméstico | ESQUERDA.NET

Sara Barros Leitão e Conceição Ramos conversam sobre trabalho doméstico

Esta quinta-feira estreia a peça "Monólogo de uma mulher chamada Maria com a sua patroa" de Sara Barros Leitão. Esta conta a história da organização sindical das trabalhadoras de serviço doméstico a partir da vida de Conceição Ramos, fervorosa agitadora e dirigente do primeiro sindicato de trabalhadoras de serviço doméstico pós-25 de Abril, tinha havido um anterior no tempo da Primeira República. Um espetáculo que pretende obrigar-nos a ver o que tantas vezes preferimos esconder debaixo do tapete.

Neste vídeo, as duas conversam sobre as vidas que estão por trás da peça e sobre a peça que dá nova vida às memórias encaixotadas.

A digressão da peça arranca esta quinta-feira no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, com sessões até 7 de novembro. Segue depois para o Cineteatro Louletano (dias 12 e 13) e terá sessões únicas no Teatro do Noroeste - CDV / Festival de Teatro de Viana do Castelo (dia 18), Teatro Sá da Bandeira em Santerém (dia 20), Festival Internacional de Solos / Cine-teatro Garrett na Póvoa de Varzim (dia 28).

Em dezembro há sessões em Coimra (TAGV, dias 1 e 2), Guimarães (CCVF/A Oficina, dias 10 e 11) e Viseu (Teatro Viriato, dias 17 e 18). Para 2022 já há dois destinos agendados e em breve serão anunciados outros. A 11 e 12 de fevereiro no Teatro Municipal Baltazar Dias, no Funchal, e de 2 a 6 de março no Teatro Carlos Alberto, no Porto.