O imperialismo vem de mão dada com o nacionalismo: os dois atacam a Ucrânia

29 de março 2022
PARTILHAR

No início da 25ª legislatura, o líder parlamentar do Bloco de Esquerda afirmou que os povos têm direito à autodeterminação, à defesa da sua soberania e à manutenção da sua independência. “É exatamente isso que está a ser atacado na Ucrânia”, apontou.

“Nesta primeira reunião da Assembleia da República deixamos uma palavra de solidariedade ao seu povo [da Ucrânia]”, frisou Pedro Filipe Soares.

“Nós sabemos quantas vezes o imperialismo vem de mão dada com o nacionalismo e os dois atacam barbaramente a Ucrânia e o seu povo”, salientou Pedro Filipe Soares, sublinhando que “temos na nossa Constituição o ataque a esse nacionalismo bacoco e a essa visão imperialista que só traz a guerra aos povos”.

O líder parlamentar do Bloco dirigiu-se ainda ao novo presidente da Assembleia da República, salientando que Augusto Santos Silva, “porque conhece os meandros de funcionamento da AR e de diversos governos, sabe tão bem como qualquer um de nós, provavelmente até melhor, como é tão necessário o funcionamento regular saudável deste órgão de soberania e sabe como tantas vezes ele é ameaçado sempre que do outro lado há um Governo com maioria absoluta”.

“Espero que senhor Presidente, como disse no início da sua intervenção, seja a garantia da independência da Assembleia da República”, frisou ainda Pedro Filipe Soares, lembrando o 25 de Abril e destacando que “a democracia não existe sem liberdade e igualdade”.

Termos relacionados: Parlamentares
Facebook