Está aqui

1968 – 50 anos depois

Passeata dos Cem Mil

Brasil 68: "Mataram um estudante. Podia ser seu filho"

Abril 26, 2018

Republicamos aqui artigo de 2008. A onda de mobilizações estudantis que atravessou o mundo no ano de 1968 também passou pelo Brasil. O que detonou as grandes mobilizações foi a morte do estudante Edson Luis, em 28 de março, no Rio de Janeiro.

Manifestação em Paris, 1968 - Foto vientosur.info

Quando começou o Maio de 68

Abril 5, 2018

O nascimento do movimento 22 de março, a explosão poético-mural, as manifestações contra a guerra do Vietname, as barricadas em Paris… Tinha começado o Maio de 68. Por Daniel Bensaïd.

Martin Luther King morreu há 50 anos

Abril 4, 2018

No dia 4 de abril de 1968, Martin Luther King, reverendo afro-americano, pacifista e ativista da luta pelos direitios humanos, foi assassinado por James Earl Ray, em Memphis, (Tennessee-EUA).  Por António José André. (republicação de artigo publicado em 2015)

Tropas nacionais em Orangeburg, Carolina do Sul, fevereiro de 1968. Fotografia de Bill Barley.

Lembrar o massacre de Orangeburg

Março 30, 2018

8 de fevereiro de 1968. Foi a primeira vez na história dos EUA em que estudantes foram mortos pela polícia no seu próprio campus e pressagiava a crueldade com que o Estado viria a reprimir o movimento ascendente Black Power nos meses e anos posteriores. Por Robert Greene.

Cartaz: Maio 68 - Início de uma luta prolongada

O romantismo revolucionário do Maio de 68

Março 6, 2018

Um dos componentes do espírito de 68 é o romantismo revolucionário. Um protesto cultural contra os alicerces da civilização industrial / capitalista moderna. Por Michael Löwy

Imagem do comunicado de convocação da Manifestação de 21 de fevereiro de 1968 contra a guerra do Vietname, disponível no site Ephemera, biblioteca e arquivo de José Pacheco Pereira

Há 50 anos em Lisboa: Manifestação contra a guerra do Vietname

Fevereiro 21, 2018

No dia 21 de fevereiro de 1968, realizou-se em Lisboa uma manifestação contra a Guerra do Vietname. Naquele tempo, participar numa manifestação em Portugal podia significar a prisão, bárbaras agressões e/ou longas torturas. Por Carlos Santos.

Manifestação em 13 de maio de 1968 em Paris

“Não vamos enterrar o Maio de 68”

Fevereiro 1, 2018

Em defesa da mensagem e dos valores do Maio de 68, Alain Krivine e Alain Cyroulnik (antigos membros da LCR) respondem a Daniel Cohn-Bendit e Romain Goupil e criticam Emmanuel Macron, presidente da República de França.