Está aqui

Pesquisar

Artigos Opinião Esquerda | 26 de Fevereiro 2015

Com um ar inocente de quem não parte um prato, sorriso aberto, deferente e reverente, a ministra, sentadinha ao lado de Schäuble, protagonizou mais uma cena macaca e vexatória para o Portugal amarfanhado do tempo que corre. Tempo penoso.