Está aqui

Opinião

22 Fevereiro, 2020

O Presidente enfrenta um dilema: quando se candidatou, garantiu que não utilizaria o veto político para afirmar as suas convicções pessoais e que este só dependerá da “análise que fará do estado da situação da sociedade portuguesa”.

22 Fevereiro, 2020

É preciso implementar um sindicalismo de proximidade, onde os trabalhadores participem democraticamente nas decisões e na negociação e contratação coletiva.

21 Fevereiro, 2020

O futebol, que deu a Ventura a fama e o proveito, é um dos seus pontos fracos. Ele reage a quente, é capaz de acirrar ódios clubísticos no comentário avulso e até, como se viu nestes dias, nem hesita em lançar o seu preconceito racial contra todos os clubes.

21 Fevereiro, 2020

Por mais paradoxal que possa parecer, este despertar serve de prova da existência de um problema estrutural e de longo-termo de racismo em Portugal.

20 Fevereiro, 2020

Em abril deste ano haverá um referendo no qual os chilenos decidirão se querem ou não uma nova Constituição. Esperemos que a primavera chilena triunfe nas urnas e que estes ventos de revolta e de mudança possam chegar aos seus vizinhos latinoamericanos.

20 Fevereiro, 2020

Sob o governo do primeiro ministro nacionalista hindu, Narendra Modi, líder da extrema direita do BJP, a Índia tem passado gradualmente de uma democracia vibrante para um estado teocrático.

19 Fevereiro, 2020

Nenhuma lealdade ou afeto justificam gestos censórios e a proibição de livros. A discussão de ideias é o que nos mantém vivos, para lá de qualquer sepultura.

19 Fevereiro, 2020

O debate sobre a despenalização da morte assistida não é sobre uma escolha do Estado, dos médicos ou da família, porque só o próprio, em plenas condições de lucidez e consciência, pode decidir interromper o seu sofrimento antecipando a morte.

18 Fevereiro, 2020

A proposta de referendo à aprovação da lei da morte assistida é, para os bispos, uma renúncia ao sagrado, além de ser um jogo político.

18 Fevereiro, 2020

Não está em causa nenhum juízo de valor sobre uma série de opções que se colocam em diversas situações, mas sim a soberania de quem está próximo do fim e que deve ter direito à escolha.

Páginas