Está aqui

Opinião

15 Setembro, 2020

O antifascismo é a génese da nossa democracia e do nosso Estado Social. Rejeitar o antifascismo - como corrente ampla e abrangente que defende a importância dos direitos humanos, da liberdade e da paz - é necessariamente posicionar-se do lado do fascismo e das atrocidades que gerou.

15 Setembro, 2020

Uma política para a mobilidade em bicicleta não importa apenas por razões ambientais ou de saúde pública. Ela é uma solução eficaz, barata e não poluente para melhorar a qualidade de vida e a democratização das nossas cidades.

14 Setembro, 2020

Ao renunciar à educação democrática e universal, esta direita ganhou um tema mas desistiu dos seus filhos.

14 Setembro, 2020

Soa mesmo a eleitoralismo socialista, esta nova normalidade do PS perder a sua vocação de poder por altura das eleições presidenciais.

13 Setembro, 2020

É impossível o Governo fazer um debate sério com a Esquerda se não estiver disponível para responder a quem trabalha, a quem é precário, a quem foi despedido. Não apenas com apoios socais temporários, mas com mudanças que toquem na estrutura da exploração e no regime da precariedade.

13 Setembro, 2020

A acentuação da crise social exige uma alternativa que dê outras respostas em simultâneo ao país sofrido e ao país zangado.

13 Setembro, 2020

Esta Estratégia vem em boa hora, precisamente um ano antes das eleições autárquicas. Espero que contribua para resgatar a confiança dos cidadãos e cidadãs nos órgãos de poder que elegem e que lhe são mais próximos.

12 Setembro, 2020

A ilha de Lesbos é o exemplo maior do monumental fracasso da Europa e das suas políticas migratórias. Esta vergonha não pode continuar.

12 Setembro, 2020

O trabalho feito pelas escolas, com o apoio da CML e outros parceiros nos últimos meses foi um grande esforço para reforçar a segurança. As escolas estão hoje mais preparadas para receber alunos e retomar o ensino presencial, como todos e todas desejamos.

12 Setembro, 2020

Portugal é o segundo país da OCDE com o corpo docente mais velho. Em dez anos, mais de metade dos docentes vão reformar-se e – atenção a este detalhe – não há ninguém para os substituir.

Páginas