Está aqui

Opinião

14 Outubro, 2018

O candidato fascista à presidência do Brasil passou à segunda volta com 46,3%. Bolsonaro defende a tortura e os assassinatos cometidos pela ditadura brasileira, justifica a violação de mulheres e propõe a esterilização dos pobres. É racista e xenófobo.

14 Outubro, 2018

A indiferença com que a direita portuguesa encara o fenómeno Bolsonaro no Brasil só acrescenta credibilidade à necessidade de olhar para atores como Ventura com a atenção política devida.

14 Outubro, 2018

Estamos cá para ver se a proposta de orçamento regional de 2019 contém medidas concretas de combate à precariedade e à pobreza ou se as preocupações do Governo [Regional] são apenas retórica.

14 Outubro, 2018

Negar a autonomia da luta das mulheres é negar o feminismo, seja qual for o álibi para o fazer. O campo conservador naturaliza a subalternização das mulheres em nome da família, da moral ou da igreja.

13 Outubro, 2018

Tinha os inimigos identificados ao escrever a frase-panfleto na guitarra. "Esta máquina mata fascistas", o seu instrumento passava a balear a seis cordas em 1941.

13 Outubro, 2018

Há 40 milhões de votos sem candidato, é esta gente que tem de juntar-se e reclamar o seu Brasil, pôr uma cruz no nome de Haddad para não a pôr na campa de um país, da democracia.

 

12 Outubro, 2018

Quando o problema da habitação em Lisboa precisa de soluções para ontem, ninguém pode fugir às suas responsabilidades, nem tão pouco se pode ter um discurso e praticar outro.

12 Outubro, 2018

Com muita pompa e circunstância, foram inauguradas as novas instalações da "escola de negócios", perdão, New School of Business, sendo mais explícito (e em português ...) Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa.

12 Outubro, 2018

A chave desta eleição, e ainda mais no Brasil, é trazer a alegria para a rua. Como é preciso abrir uma página nova, mais vale então enfrentar a onça, romper com o passado e buscar essa confiança.

12 Outubro, 2018

Na “nova economia” não há vencimentos fixos, horários, férias ou fins-de-semana. Trabalha-se sempre que há trabalho. Enquanto ainda há trabalho. Todos passamos a ser empresários de nós próprios.

Páginas