Está aqui

Opinião

23 Janeiro, 2010

São sete da manhã, passo os jornais em revista e deparo-me, no Fígaro, com uma pequena crónica do dia escrita pelo seu correspondente em Roma. Diz ele que 72,8 por cento dos italianos vivem em casa dos pais... até aos 39 anos de idade. Tenho dificuldade em acreditar talvez porque a manhã ainda não tenha nascido e o tempo, do lado de lá da janela, se afigure enevoado.

22 Janeiro, 2010

Não era desejável, mas era mais do que expectável que a temática das presidenciais se começasse a impor desde já. A agenda não perdoa e, como é evidente, a capacidade de a inflectir não está ao alcance da maioria dos actores. Manuel Alegre é candidato à Presidência e, também como era expectável, tal está a gerar uma panóplia de reacções nos sectores que o poderão vir a apoiar.

22 Janeiro, 2010

No próximo mês de Novembro José Sócrates irá vestir o traje de gala para fazer a vénia e receber a Cimeira da Nato em Portugal. Os representantes desta aliança militar, que junta 28 países e foi criada em 1949 para "equilibrar" os impérios do pós-guerra, vão reunir-se no nosso país para traçar novos objectivos e estratégias de controlo militar global.

21 Janeiro, 2010

Choque. Mas a voz daquele senso comum, apesar de genuinamente chocada, não resistiu a rematar: "eles já não se sabiam governar... ainda mais agora. Coitadinhos." A voz assertiva daquele senso comum pouco domina dessas geografias e histórias exóticas. Mas não precisa de muito para sentenciar. Sabe-se imediatamente que eles, coitadinhos, não sabem nem nunca se souberam governar como "nós". E intui-se com toda a clareza que talvez fosse melhor que continuassem a ser mandados por "nós" mas não se chega a dizê-lo por se pressentir que pudesse causar incómodo em tempo de tragédia.

20 Janeiro, 2010

Um dos debates em torno do próximo orçamento será o debate do Investimento Público. É virtuoso? É oportuno? É grande ou pequeno? Sobre esta matéria, o PS tem procurado desenhar uma marcada fronteira ideológica com a Direita. Usando bons argumentos, defendeu a importância do Investimento Público na dinamização da economia, na criação de emprego e na busca de soluções para os bloqueios ao desenvolvimento da nossa economia e sociedade. Até que ponto as políticas do PS concretizam o sentido desta pedagogia é, claro está, outro assunto.

19 Janeiro, 2010

Há dias foi celebrado um "contrato de confiança" entre o governo e os Reitores das Universidades Portuguesas.

19 Janeiro, 2010

A cada quinze dias tem de se apresentar. Tem de provar que tem tido a conduta correcta e que se tem esforçado para mudar a sua situação. E tem de ter comprovativo de diferentes entidades desse esforço. Se os responsáveis assim o entenderem, podem propor-lhe que trabalhe em prol da comunidade. Não é aconselhável recusar. Quando terminar o seu tempo fará o que bem entender. Cessa a responsabilidade do Estado sobre si.

18 Janeiro, 2010

Dennis Brutus partiu pedras ao lado de Nelson Mandela quando estavam encarcerados juntos na tristemente célebre prisão da ilha Robben. O seu delito, semelhante ao de Mandela, foi lutar contra a injustiça e o racismo, desafiar o regime do apartheid na África do Sul. As armas de Brutus foram as suas palavras: elevadas, fulgurantes e poéticas. Foi excluído, censurado, e alvejado. Mas o seu compromisso, activismo de poeta e a sua defesa dos pobres, nunca vacilaram. Brutus morreu enquanto dormia a 26 de Dezembro na Cidade do Cabo, aos 85 anos de idade, mas viveu com os olhos bem abertos. A sua vida resume o século XX, e, inclusive até aos seus últimos dias, inspirou, guiou e mobilizou as pessoas na luta pela justiça no século XXI.

18 Janeiro, 2010

No apoio ao Haiti, que o mundo comovido e solidário se apressou a dar, a União Europeia mais uma vez é quase totalmente invisível. É claro que os Estados Unidos, o Brasil e outros países da região estão muito mais envolvidos do que os europeus, o que é natural dada a proximidade, mas é também um facto que vários países europeus estão a prestar uma ajuda significativa nesta operação de socorro. No entanto, ao vermos os relatos televisivos vindos do Haiti, todos reparamos nas marcas bem visíveis da "US AID" e outras, mas o mesmo não acontece com a "EU AID". Porquê? Porque ela verdadeiramente não existe enquanto tal.

15 Janeiro, 2010

A Justiça sempre foi anunciada como sendo cega. Pelo menos, apresentam-na com uma venda. Dizem que simboliza a sua imparcialidade, não interessando a posição de quem se encontra perante a Justiça: o apanágio da igualdade suprema.

Páginas