Está aqui

Opinião

7 Janeiro, 2021

O candidato Marcelo Rebelo de Sousa pode estar à frente nas sondagens, e a experiência pode dizer-nos que todos os presidentes foram reeleitos à primeira volta, mas nenhum destes factos deve tornar a eleição presidencial numa formalidade. Essa é precisamente a estratégia de Marcelo.

6 Janeiro, 2021

2021 será ano de crise, mas com esperança renovada. Mas não queiramos sair da crise para voltarmos ao país que éramos. Temos de querer e construir um país muito melhor.

6 Janeiro, 2021

Reduzir as presidenciais a um ranking falacioso e às coreografias dos debates é uma estratégia de esvaziar o debate político de questões essenciais para o país que se jogam (também) nestas eleições. Refiro três.

5 Janeiro, 2021

A descrença na ciência não é só uma consequência da descrença na própria política, mas também duma ciência e de políticas científicas que cada vez mais foram cooptadas, organizadas e dirigidas por interesses económicos que priorizavam o lucro em detrimento do bem público.

5 Janeiro, 2021

2020 foi um ano estranho, inimaginável, difícil; muito difícil. Um ano horribilis que todas e todos desejamos superar. Suspeito que o próximo não seja mais fácil, por isso é essencial valorizarmos as coisas boas que também nos acontecem e tomar decisões acertadas para o futuro.

5 Janeiro, 2021

Para muitos, os que tanto lucraram com esta pandemia, não têm nenhuma razão para mal dizer o ano que se está a despedir, muito pelo contrário. Que o diga o novo CEO interino da TAP, que com o novo cargo, passou a ver o seu ordenado mais que duplicar.

4 Janeiro, 2021

A sincronização entre a entrevista de Cavaco Silva e o discurso seguinte de Passos Coelho é reveladora de uma fraqueza e de uma ameaça — e se a fraqueza foi ignorada pela direita, em contrapartida a ameaça empolgou-a, exibindo, aliás, outra fragilidade mais funda.

3 Janeiro, 2021

Se olharmos para este dia 1 como uma espécie de início de um ano zero que nos permita apenas respirar, acabaremos rapidamente sufocados em arrependimento no próximo e inevitável sufoco. Estejamos, antes, à altura do mal que passámos.

3 Janeiro, 2021

É verdade que todos os presidentes da República se recandidataram e foram reeleitos à primeira volta. Mas isso não faz destas eleições presidenciais uma formalidade para cumprir calendário. Pelo contrário: o facto de atravessarmos um período tão difícil obriga a que se apresentem diferentes visões da resposta à crise.

2 Janeiro, 2021

Foi a gabarolice que os traiu. Se não fosse a vaidade dos caçadores nunca teríamos sabido que tipo de gente abate 540 veados, javalis e gamos que não têm para onde fugir nem por onde se esconder.

Páginas