Está aqui

Opinião

10 Maio, 2022

Os povos da Europa estão à mercê das potências que a disputam e repartem. A nossa segurança e a nossa liberdade precisam de um espaço de paz e desenvolvimento, com padrões elevados de direitos do trabalho, com justiça social e climática.

10 Maio, 2022

A proposta de Orçamento do Estado para o Ensino Superior representa um retrocesso sobre um conjunto de medidas que haviam sido conseguidas nos últimos anos.Pelo terceiro ano consecutivo, o PS não coloca na sua proposta de OE uma nova descida das propinas.

9 Maio, 2022

O Governo repudia a denominação mas designar o OE como um orçamento de austeridade é o denominador comum sobre o qual toda a oposição tenta a impossível equação. Só mesmo o PS com acinte, e os empresários que se lhe colam, ignoram o clamor.

9 Maio, 2022

Ao contrário do que Vladimir Putin previra, o "Dia da Vitória" que assinala o triunfo das forças soviéticas sobre a Alemanha Nazi em 1945, não anunciará a capitulação da Ucrânia à sua "operação militar especial".

8 Maio, 2022

Na Europa, mais de 10 países têm um percurso único de nove anos com uma transição gradual da monodocência. Em Portugal, verificam-se persistências já sem sentido e conservadoramente recuperadas, desde os exames e provas nacionais e de aferição aos plenipotenciários diretores.

7 Maio, 2022

A grande popularidade da resistência ucraniana deve merecer da esquerda uma mensagem clara, mobilizadora, fácil de apreender pelas massas e dirigida ao combate e à solidariedade.

7 Maio, 2022

Cabe-nos vigiar os direitos conquistados, porque o que não faltam por aí são resquícios trumpistas, sobretudo no que toca aos direitos de género.

6 Maio, 2022

Uma das raízes do processo de degradação democrática é a evolução das lideranças políticas norte-americanas, que sobredeterminam o nosso continente. É aí que está o mando.

5 Maio, 2022

Bolieiro não anda à sua velocidade. Tem andando à velocidade do CDS, do PPM e às ordens do chega. E tem toda a legitimidade para andar à velocidade e às ordens de quem quer que seja. Não pode é colocar esta região sob as ameaças e chantagens de quem não sabe o quê e como fazer.

5 Maio, 2022

Além de uma atuação tardia e pouco clara nos combustíveis, pouco mais o governo tem feito para responder a este novo cenário macroeconómico. Faltam as respostas aos trabalhadores e às famílias, assim como aos setores económicos mais afetados.

Páginas