Está aqui

Opinião

4 Dezembro, 2021

Isto de castigar os imigrantes ou de prometer a bandeira nacional contra Bruxelas vem com a função. Rui Rio repetiu nos Açores o refrão do ataque à subsidiodependência.

3 Dezembro, 2021

Entre 13 e 17 de dezembro, 600 mil associados vão poder escolher quem estará à frente dos órgãos sociais da Montepio Geral - Associação Mutualista (MGAM), que detém um dos cinco maiores bancos privados de Portugal e o único propriedade de uma entidade com sede no país.

3 Dezembro, 2021

Marcelo denunciou-se. Colocou a sua militância conservadora acima da maioria representativa da vontade expressa pelos portugueses em eleições legislativas.

2 Dezembro, 2021

Após as eleições de 2019 o PS recusou acordos escritos com os partidos à sua esquerda. O fim da geringonça estava decretado. Faltava saber quando seria implementado.

2 Dezembro, 2021

Não há, nem nunca houve, manifesta falta de interesse do povo pelos seus agentes culturais. Da cultura, em todas as suas formas, se alimenta a Humanidade. Esse é um facto que ficou ainda mais claro nestes tempos de pandemia que vivemos.

1 Dezembro, 2021

O SIFIDE é um benefício fiscal que permite a empresas deduzirem diretamente do seu IRC até 82,5% das despesas realizadas em I&D. O SIFIDE é um incentivo à mediocridade, mas não só. É um convite à negociata.

1 Dezembro, 2021

Substituir uma Justiça cara e seletiva por um verdadeiro serviço público de Justiça – esse é um dos desafios maiores da nossa democracia.

30 Novembro, 2021

Assistimos a um espetáculo singular de alteração do orçamento pelo governo para obter, desesperadamente, o apoio dos parceiros Chega e IL, essenciais para viabilizar este orçamento e para salvar o governo.

29 Novembro, 2021

Se o próximo Governo já tem o malfadado Orçamento e se a remodelação já está “compactada”, para que foi todo o dramalhão? Alguém ainda se lembra de qual foi a razão da crise que levou a exigir a maioria absoluta do partido que, se a falhar, se dispõe a pactuar com o PSD?

29 Novembro, 2021

A jornalista Fernanda Câncio tem razão quando analisa que o parque público de arrendamento não constituirá resposta cabal aos problemas habitacionais ou que se deve também limitar o investimento estrangeiro e o valor das rendas, mas conclui mal ao apagar tudo o que foi proposto pela esquerda e rejeitado pelo PS.

Páginas