Está aqui

Marisa Matias

Eurodeputada, dirigente do Bloco de Esquerda, socióloga.

Artigos do Autor(a)

17 de Abril, 2017 - 09:06h

5 cenários, 1 programa: menos coesão, mais músculo. Juncker tenta ficar para a história com um tonitruante… suspiro.

19 de Março, 2017 - 23:05h

Não tenho nada contra festas nem celebrações, muito menos contra a celebração dos direitos da Mulher, participo nelas de forma ativa, mas quero que o dia 8 de Março seja muito mais do que isso.

20 de Fevereiro, 2017 - 09:52h

A grande maioria dos cidadãos europeus não sabe o que é o CETA. No entanto, ele foi aprovado esta semana pela maioria dos deputados do Parlamento Europeu e terá impactos significativos na sua vida.

15 de Janeiro, 2017 - 20:06h

Durante todos os anos em que o salário mínimo esteve congelado, o consenso social não foi preciso para nada.

28 de Novembro, 2016 - 14:59h

Há sete anos que trabalho sobre e com o Egipto no Parlamento Europeu. Sete anos numa montanha-russa.

19 de Setembro, 2016 - 11:12h

Na terça-feira realizam-se eleições e fui convocada para a missão de observação eleitoral. Poucos países enfrentam desafios tão grandes como estes nesta região.

2 de Julho, 2016 - 12:09h

Os “donos” da Europa - por iniciativa da sra. Merkel - acham que podem continuar a mandar e que o diretório é para reforçar. Já não têm povo há muito tempo e nem o Brexit lhes fez ver isso.

1 de Junho, 2016 - 15:21h

O caminho percorrido pela geringonça é ainda muito modesto. Mas já chegou para indicar um sentido para a política de esquerda, feito de direitos e auto-determinação, dois pilares fundamentais de qualquer democracia.

24 de Março, 2016 - 11:21h

I am writing from Brussels, where the horrendous terrorist attacks took place. Please forgive my crudeness, but I am writing from Brussels just as I have written from so many other places where victims of terrorism die every day. By Marisa Matias.

22 de Março, 2016 - 22:35h

Escrevo de Bruxelas, onde hoje ocorreram atentados terroristas hediondos. Perdoem-me a crueza das palavras, mas escrevo de Bruxelas como tenho escrito de tantos lugares onde todos os dias morrem pessoas vítimas do terrorismo.

Páginas