You are here

Pesquisar

Artigo | 18 de August

ISRAEL NÃO QUER MALÁSIA
NEM INDONÉSIA

gillerman20060818O embaixador de Israel na ONU, Dan
Gillerman, disse que será "difícil, senão
inconcebível" aceitar que países como a Malásia
e a Indonésia - que não têm relações
diplomáticas com aquele país - façam parte da
força da ONU a ser enviada para o Sul do Líbano. A
Malásia respondeu que Israel não deve ter voz na
constituição da força: "Vamos para o
território libanês... Não vamos para o território
de Israel", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros
daquele país, Syed Hamid Albar, à BBC.

Artigo | 17 de August

OCIDENTE ESTÁ A PERDER A "GUERRA
AO TERROR"

blairbush20060817Uma sondagem publicada na edição
de hoje da revista britânica Spectator revela que a maioria dos britânicos acha que o Ocidente está
a perder a "guerra ao terrorismo". A sondagem foi feita após
a prisão de 24 pessoas por ligação com um
alegado atentado terrorista. Uma maioria das respostas também
indica que os britânicos querem que Tony Blair se distancie da
política externa dos Estados Unidos. A decisão do Reino
Unido de colar-se à política externa de George W. Bush,
nomeadamente na segunda guerra do Líbano, só conta com
o apoio de 14%.

Artigo | 17 de August

FATAH E HAMAS ANUNCIAM GOVERNO DE UNIDADE
abbashaniyeh20060817O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, da
Fatah, e o primeiro-ministro Ismail Haniyeh, do Hamas anunciaram um acordo para
a formação de um governo de unidade nacional, com base no chamado "documento
dos prisioneiros". Os dois dirigentes abordaram ainda a libertação do soldado
israelita Gilad Shalit, e concordaram que a questão deve ser resolvida através
da mediação do Egipto. Na terça-feira,os mediadores egípcios propuseram a troca
do soldado por 600 presos palestinos, na sua maioria mulheres e crianças, mas
as autoridades israelitas não deram qualquer resposta até agora.

Artigo | 16 de August

DEPUTADOS PEDEM RENÚNCIA DO CHEFE DE ESTADO-MAIOR
halutz060816Deputados de vários partidos e militares pediram a renúncia
do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas de Israel, general Dan Halutz. O
motivo não é o desempenho do militar na condução da guerra - que levanta muitas
dúvidas e polémicas - mas sim uma operação financeira que Halutz fez poucas
horas depois da captura pelo Hezbollah de dois soldados israelitas. O general
tirou benefício do facto de saber, antes de toda a gente, que ia haver uma
guerra.

Artigo | 15 de August

OLMERT RECONHECE QUE HOUVE ERROS
olmertO primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, reconheceu em
discurso no parlamento que Israel não obteve cada um dos objectivos que tinha
na guerra do Líbano, e admitiu que houve erros na condução das operações
militares. "Vamos examinar tudo o que precisar de ser examinado", disse.
"Precisamos assegurar-nos que da próxima vez - e pode haver uma próxima vez -
as coisas vão ser mais bem feitas".

O ex-primeiro-ministro e líder da oposição, Benjamin
Netanyahu, do Likud, disse que as exigências do governo não foram obtidas pelo
acordo de cessar-fogo: "Os soldados raptados não voltaram para casa, o
Hezbollah não foi desarmado".

Artigo | 15 de August

EUA PREPARARAM COM ISRAEL ATAQUE AO LÍBANO
hersh060815Os Estados Unidos fizeram contactos com Israel muito antes do início da
guerra no Líbano para montar um plano de ataques aéreos destinado a destruir o
Hezbollah. A denúncia é do jornalista norte-americano Seymour Hersh, prémio
Pulitzer, que ficou famoso por denúncias como a do massacre de My Lai na
guerra do Vietname e das torturas praticadas por soldados americanos na prisão
de Abu Ghraib, no Iraque. Os contactos foram feitos ao nível dos
Estados-Maiores militares e começaram na Primavera. O artigo foi publicado pela
revista New Yorker e está disponível online aqui (em inglês). Uma entrevista com Hersh à rádio e TV independente Democracy Now está disponível em vídeo e transcrita aqui.

Artigo | 14 de August

YAHOO, MICROSOFT E GOOGLE CENSURAM
chinahrw060814A
Human Rights Watch (HRW) denuncia num informe que a Yahoo, a Microsoft
e a Google colaboram com o estado chinês na censura da Internet. O
informe, intitulado "Race to the Bottom: Corporate Complicity in
Chinese Internet Censorship" ("Corrida para o fundo: cumplicidade das
corporações com a censura chinesa da Internet") denuncia que várias
empresas de Internet bloqueiam a imprensa estrangeira e termos que
pensam que o governo chinês quer censurar.
Informe da HRW

Artigo | 14 de August

REFUGIADOS PROCURAM REGRESSAR
libanoregresso060814Os
combates pararam no Líbano às 6 horas de ontem (hora de Lisboa). No
entanto, Israel anunciou ter morto dois militantes do Hezbollah já
depois do cessar-fogo. Uma pessoa morreu e seis ficaram feridas pelo
rebentamento de uma bomba que não tinha explodido. Milhares de
refugiados libaneses procuram agora regressar a casa, ou ao que resta
das suas habitações.

 

Artigo | 12 de August

OS DIABOS DO DIABO

diabo-a-cavaloO Diabo é muçulmano
Já Dante sabia que Maomé era terrorista. Por alguma razão o colocou num
dos círculos do inferno, condenado a penas perpétuas. “Viu-o marcado”,
celebrou o poeta na Divina Comédia, “desde a barba até ao baixo
ventre…” Mais de um Papa tinham comprovado que as hordas muçulmana, que
atormentavam a Cristandade, não estavam formadas por seres de carne e
osso, eram, sim, um grande exército de demónios que mais crescia quanto
mais sofria golpes das lanças, das espadas e dos arcabuzes.

Artigo | 12 de August

PRISIONEIROS DO INFINITO

justiça_infinita“Justiça Infinita" era o nome inicial da ofensiva norte-americana contra esse inimigo de contornos difusos designado pelo nome de terrorismo. O nome, como sabemos, foi rapidamente corrigido. Tinha sido, como explicaram, um excesso de linguagem da parte de um presidente ainda inexperiente na arte das nuances. E se ele pedia Bin Laden "dead or alive", era sem dúvida porque tinha visto demasiados filmes do oeste selvagem na juventude. 

Artigo | 12 de August

ISRAEL VIOLA RESOLUÇÃO DA ONU
libano_mulher_correO exército israelita entrou em força no Líbano, horas depois da aprovação por unanimidade de uma resolução do Conselho de Segurança que apelava à cessação das hostilidades. A aviação israelita precedeu esta ofensiva militar dos maiores bombardeamentos desde o início do conflito. “Conforme à decisão tomada na quarta-feira pelo gabinete de segurança, o exército israelita lançou uma operação terrestre no sul do Líbano que se deve estender até o rio Litani”, afirmou o porta-voz do exército.

Artigo | 11 de August

QUANDO SERÁ O PRÓXIMO?
proibicoesaviao060811A prisão no Paquistão de dois britânicos de origem paquistanesa foi decisiva para o desmantelamento do plano terrorista que previa a explosão de vários aviões em pleno voo, entre a Grã-Bretanha e os EUA. A imprensa britânica elogia a polícia, mas vários editorialistas alertam para a política errada do governo e para o risco de restrições às liberdades.

Artigo | 11 de August

NAÇÕES UNIDAS CONTINUAM A DISCUTIR
tanqueisraelContinuam as discussões entre os membros do conselho de segurança da ONU para aprovarem uma resolução sobre o Líbano. Enquanto EUA e França tentam chegar a um acordo, a Rússia apresentou uma proposta de um cessar-fogo imediato de 72 horas por razões humanitárias. No terreno a guerra continua, em Telaviv realizou-se uma manifestação pela Paz.

Artigo | 10 de August

ALERTA MÁXIMO NA GRÃ-BRETANHA
policiabritanica_1O ministro da administração interna da Grã-Bretanha  John Reed anunciou que a polícia efectuou "uma vasta operação anti-terrorista para pôr fim ao que pensamos ser uma importante ameaça contra o Reino Unido e os seus parceiros internacionais" e que tinha como objectivo "destruir vários aviões em pleno voo".
O nível de alerta terrorista na Grã Bretanha foi hoje elevado de "grave" para "crítico", alerta máximo.
Tony Blair, que se encontra de férias nas Caraíbas e esteve em contacto constante com Londres, manteve o presidente norte-americano informado sobre o decorrer da operação anti-terrorista, descrita como "o culminar de uma investigação de vários meses".
A polícia britânica deteve já 21 pessoas. Os aeroportos estão numa situação caótica.

Artigo | 9 de August

DERROTADO CANDIDATO PRO-GUERRA

joseph_libermanJoseph Lieberman, senador democrático do Connecticut e fervoroso defensor da invasão do Iraque, foi batido nas eleições primárias do partido democrático. Esta derrota foi considerada um forte sinal da crescente impopularidade das políticas de Bush nas fileiras democráticas. Joe Lieberman não aceitou a derrota e garantiu que se apresentará como independente, para tentar a sua reeleição, nas eleições de Novembro. 

Artigo | 8 de August

LÍBANO LUTA PELO CESSAR-FOGO IMEDIATO
ponteslibanoO governo libanês aprovou o envio de 15 000 militares do seu exército para o sul logo que o exército israelita abandone o país. O governo do Líbano, que recebeu ontem o apoio dos países da Liga Árabe, procura que a resolução que está a ser debatida no conselho de segurança da ONU seja alterada e inclua o cessar-fogo imediato e a retirada do exército israelita do sul do Líbano.

Artigo | 7 de August

FEITA À MEDIDA DE ISRAEL
tanques_ortodoxoOs pedidos do Líbano no sentido de emendar o projecto de resolução franco-americano sobre a guerra não tiveram resultado.
Os embaixadores dos cinco membros do Conselho de Segurança da ONU – Estados Unidos, China, Rússia, França e Grâ Bretanha – reuniram-se ontem em New York sem conseguir resolver o problema. O embaixador da Rússia, Vitaly Tchourkine, afirmou ao Le Monde, “ o nosso receio é devido à posição de descontentamento do governo libanês, discutimos a situação, mas infelizmente não temos uma varinha mágica”.

Artigo | 5 de August

PRIMEIROS MILITARES QUE RECUSAM PARTICIPAR NA GUERRA
yeshgvul_engAmir Pasteur é o primeiro militar israelita que se recusa a participar na segunda guerra do Líbano, foi preso e condenado a 28 dias de prisão em estabelecimento militar. O movimento israelita defensor da paz Yesh Gvul ("Há um limite!") tem indicações de que há já dezenas de militares israelitas a recusarem a guerra. Veja manifestação da coligação Stop the war em Telaviv ( site em hebraico)

Artigo | 4 de August

BUSH QUER DEMOCRACIA IRAQUIANA NA ILHA
cuba_smlO presidente George W. Bush desafiou os cubanos a “trabalhar para a mudança democrática”. Para Bush, é necessário que os cubanos fiquem na sua pátria para mudar o país e não pensem em exilar-se nos Estados Unidos depois da transferência de poderes de Fidel Castro.
O presidente norte-americano garantiu o apoio do seu governo aos cubanos que pretendam alterar a situação política na ilha.

Artigo | 4 de August

"IRAQUE ESTÁ À BEIRA DA GUERRA CIVIL"
tony_blair_in_iraqAquilo que toda a gente do mundo já tinha percebido, exceptuando Toni Blair e George Bush, que o Iraque está em guerra, foi confirmado por um relatório secreto do embaixador britânico no Iraque. “Uma Guerra civil de baixa intensidade e uma divisão de facto do Iraque, é muito mais provável que uma transição para uma democracia estável”, garante o embaixador britânico no Iraque, William Patey, num telegrama confidencial para o Foreign Office revelado pela BBC.Esta informação é mais um embaraço para o primeiro ministro Tony Blair, que depois de meses repete o mantra que a “democracia faz progressos” no Iraque.

Pages