You are here

Pesquisar

Artigo | 1 de August

COMO PODEMOS PERMITIR QUE ISTO CONTINUE?

O governo Israelita recusa qualquer cessar-fogo e convocou mais 15 mil reservistas. O primeiro ministro israelita garante que vai bombardear pelo menos 15 dias. O horror e a indignação estão presentes neste texto do jornalista do The Independent Robert Fisk que vive no Líbano:Massacre Qana

Escreveram, nas coberturas de plástico, os nomes das crianças mortas. " Mehdi Hashem, 7 anos, Qana”, escrito em caneta de feltro no saco onde repousava o corpo da criança. "Hussein al-Mohamed, 12 anos, Qana", "Abbas al-Shalhoub, 1 ano de idade, Qana.'' E quando o soldado libanês veio recolher o pequeno corpo de Abbas, este curvou-se no ombro do soldado, provavelmente como o fazia no ombro do seu pai. 

Artigo | 1 de August

CAPITAL MEXICANA PARALISADA

Manif MéxicoMilhares de apoiantes do candidato de esquerda Andre López Obrador ocupam as ruas da capital do México denunciando a fraude eleitoral nas eleições presidenciais e exigindo a recontagem dos votos. Esta nova forma de protesto foi anunciada na manifestação do fim de semana passado que reuniu mais de um milhão de apoiantes. O tribunal deliberará sobre o resultado das eleições a 6 de Setembro. Para compreender a situação, leia-se este artigo do director do Le Monde Diplomatique:

 Uma fraude massiva. E indiscutível. Sr. José Manuel Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia admitiu-o.

Artigo | 31 de July

ISRAEL CONTINUA A BOMBARDEAR SEM RESPEITAR A SUSPENSÃO DE 48 HORAS
israel_bombardeia_lusa_2Israel continua a bombardear o Líbano, em contradição com a suspensão de 48 horas que o seu governo e os EUA anunciaram. A organização de defesa dos direitos humanos, Human Rights Watch considerou que "o bombardeamento indiscriminado do Líbano é um crime de guerra". No Knesset, parlamento de Israel, deputados da minoria árabe chamaram "assassino" ao ministro da defesa, Amir Peretz. O Presidente da AMI Fernando Nobre já no Líbano dirige-se para uma aldeia do Sul a dois quilómetros da fronteira com Israel.

Artigo | 31 de July

EUA ANUNCIARAM QUE ISRAEL SUSPENDE GUERRA POR 48 HORAS
thumb_cana_libanoDepois do massacre de Qana, onde morreram 60 pessoas, das quais pelo menos 37 crianças. Os Estados Unidos anunciaram a suspensão das hostilidades por 48 horas. No entanto, os EUA voltaram a vetar no conselho de segurança da ONU a condenação de Israel e opuseram-se à exigência de um cessar-fogo imediato. Washington satisfaz assim as pretensões do primeiro ministro Israelita, Ehud Olmert, que declarou precisar de mais 14 dias de guerra para conseguir os seus objectivos.

Artigo | 31 de July

"DOS DOIS LADOS DA FRONTEIRA", defende M. Portas
thumb_nacoes_unidasMiguel Portas afirmou, em entrevista à SIC Notícias, que uma força internacional só se justifica depois de um cessar-fogo e como "força de interposição dos dois lados da fronteira"entre o Líbano e Israel. Ao longo dos anos "a fronteira foi violada do lado do Líbano por seis vezes e por Israel 12198 vezes", acrescentou.

Artigo | 30 de July

ISRAEL MASSACRA EM QANA
qanaCalcula-se que mais de 60 pessoas, na sua maioria crianças, morreram num bombardeamento israelita a um edifício no sul do Líbano. As vítimas tinham-se refugiado no edifício para fugir às bombas. O primeiro ministro libanês exigiu um cessar fogo sem condições. Condoleezza Rice pediu que Israel “usasse com mais cuidado as armas” e cancelou a visita ao Líbano.  

Artigo | 29 de July

PATRÕES CONTRA CHARLOT

chaplin_tempos_modernosA maior confederação patronal da Venezuela protesta contra a exibição de um filme de Charlie Chaplin nas fábricas e considera-a “uma provocação”. A reacção apaixonada dos patrões ao facto de o governo de Chávez estar a promover a exibição nas fábricas dos “Tempos Modernos”, de 1936, de Charlie Chaplin como forma de combater os acidentes de trabalho e consciencializar os operários sobre os seus direitos.  a notícia é recente e é do insuspeito Los Angeles Times.
 

 

Artigo | 29 de July

ISRAEL PROVOCA CATÁSTROFE ECOLÓGICA

soldadoA artilharia israelita bombardeou fábricas e depósitos de combustível, em Jiyeh no Líbano, tendo provocado o maior desastre ambiental no Mar Mediterrâneo de todos os tempos.
Numa altura que os bombardeamentos israelitas no Líbano entraram na sua terceira semana.
 

Artigo | 29 de July

MIGUEL PORTAS REGRESSA DO LÍBANO

miguel_sessãoMiguel Portas afirmou que o envio de tropas europeias para o Líbano não resolve as questões políticas no Líbano e Israel e transferiria para os europeus os custos de uma ocupação militar do Líbano. Miguel Portas, que esteve em Beirute a chefiar uma delegação do Partido da Esquerda Europeia, fez estas declarações durante uma sessão pública do Bloco de Esquerda, em Lisboa, para alertar sobre as consequências políticas e humanitárias da guerra no Médio Oriente. 

Artigo | 28 de July

ISRAEL MOBILIZA RESERVISTAS, BLAIR VISITA BUSH
beirute_sul_060725Aumenta a escalada da guerra no Líbano, com a mobilização dos reservistas de Israel e a multiplicação dos bombardeamentos. O governo de Bush vetou no Conselho de Segurança da ONU a condenação do ataque da aviação israelita que matou 4 observadores das Nações Unidas, depois de Israel ter sido avisado 10 vezes. Blair encontra-se hoje com Bush, Clinton pronunciou-se ontem por um cessar-fogo.

Artigo | 27 de July

DECLARAÇÃO PELO CESSAR FOGO IMEDIATO
partido_esquerda_europeia1Miguel Portas deu a conhecer em conferência de imprensa a declaração da delegação do Partido da Esquerda Europeia que esteve em Beirute. A declaração, que transcrevemos na íntegra, assinala: "a urgência é um cessar fogo imediato ao abrigo de um acordo mínimo que garanta a inviolabilidade das fronteiras, a libertação dos soldados raptados em troca de prisioneiros libaneses e palestinianos detidos por Israel e o fim do bloqueio ao Líbano de modo a facilitar a ajuda humanitária e o regresso dos desalojados ás suas terras".

Artigo | 27 de July

ONU AVISOU ISRAEL MAIS DE 10 VEZES SOBRE OBSERVADORES
onuA ONU disse ontem que pediu mais de dez vezes a Israel para parar de bombardear na região de Khiam, por estar a pôr em perigo os seus observadores. Os quatro observadores morreram devido a um tiro de artilharia que atingiu em cheio o posto da ONU.

Artigo | 27 de July

CRIANÇAS SÃO 45% DOS REFUGIADOSthumb_crianca_refugiada01
Quase metade dos refugiados libaneses tem até 12 anos. Este número esmagador, que dá a dimensão brutal da crise social provocada pela guerra no Líbano, foi revelado à delegação do Partido da Esquerda Europeia pela ministra dos Assuntos Sociais do governo libanês. "Os refugiados já representam cerca de 20% da população", explicou em Beirute o eurodeputado Miguel Portas ao Esquerda, por telefone.

Artigo | 26 de July

FRACASSA A CONFERÊNCIA DE ROMA
lusacondolezzasaniora_siteA conferência de Roma, que reuniu os ministros dos Negócios Estrangeiros de 15 países e foi organizada pela Itália e pelos EUA, não chegou a acordo em torno de um cessar-fogo imediato no Líbano. EUA e Inglaterra opuseram-se a ele, dizendo que a trégua só deve ser aplicada quando estiver garantido que o Hezbollah já não significa uma ameaça. Pelo contrário, a Itália, os líderes árabes e a ONU pretendiam um cessar-fogo imediato e sem pré-condições entre Israel e o Hezbollah.

Artigo | 26 de July

ANNAN DIZ QUE ATAQUE FOI DELIBERADO
koffiannanO secretário-geral da ONU, Kofi Annan, disse-se
profundamente chocado pela morte de quatro observadores da ONU no Líbano,
produto, "aparentemente, de um disparo deliberado" da aviação israelita. Os
observadores estavam num posto devidamente identificado há anos e o
primeiro-ministro Ehud Olmert garantira a Annan que os observadores da ONU
estariam em segurança.

Artigo | 26 de July

BUSH REFORÇA TROPAS EM BAGDAD
malikiO presidente dos EUA, George W. Bush, anunciou que os EUA
vão enviar mais 400 soldados para Bagdad, para reforçar as patrulhas das tropas
iraquianas na capital. Na semana passada, Bush disse ao presidente
Vladimir Putin que gostaria que a Rússia fosse uma democracia como o Iraque,
provocando uma resposta irónica de Putin e risos nos jornalistas. Hoje, a
"democracia" iraquiana tem cerca de cem mortos por dia em episódios de
violência.

Artigo | 26 de July

FORÇA INTERNACIONAL DE FRANÇA E ALEMANHA

libano_safir
Na conferência internacional que começa hoje em Roma para
discutir a crise no Médio Oriente deverá surgir a proposta de envio para o Sul
do Líbano de uma força internacional composta por tropas francesas e alemãs.
Essa força, de grande poder de fogo, teria um mandato de três meses e o
objectivo de iniciar a reconstrução e promover a desmilitarização da região. A
informação foi dada ao Esquerda pelo eurodeputado Miguel Portas, entrevistado
por telefone em Beirute. A conferência reúne EUA,
França, Rússia, Inglaterra, a União Europeia, Egipto, Arábia, a ONU e o Banco
Mundial. Alemanha, Espanha e Jordânia também foram convidados.

Artigo | 25 de July

ISRAEL USA BOMBAS DE FRAGMENTAÇÃO
NO LÍBANO

cluster A Human Rights Watch denunciou que
Israel está a usar bombas de fragmentação
(cluster bombs) no Líbano. Estas bombas, disparadas por tiros
de artilharia, subdividem-se em 88 munições menores por
cada tiro disparado, causando estragos e espalhando a morte numa área
muito superior ao da artilharia comum. Investigadores da organização
no terreno comprovaram o uso deste tipo de munições no
ataque contra a aldeia de Blida no dia 19 de Julho, que causou a
morte a uma pessoa de 60 anos e ferimentos em outras 12, entre elas
Ahmed Ali, de 45 anos, que perdeu as duas pernas.

Artigo | 25 de July

CHAVEZ EM STALINGRADOchavez

O presidente da Venezuela, Hugo Chavez começou esta terça feira a sua visita à Rússia. A sua primeira paragem foi em Volgogrado (antiga Stalingrado), cidade que teve um papel especial na derrota das tropas de Hitler, durante a Segunda Guerra Mundial.

Artigo | 25 de July

RICE IMPÕE CONDIÇÕES AO LÍBANO

riceAs
conversações da secretária de Estado norte-americana, Condoleeza Rice,
foram um fracasso.  Rice quer conseguir o desarmamento do
Hezbollah e só depois falar de cessar fogo, os libaneses pretendem um
fim imediato das hostilidades. Depois dos seus aliados israelitas terem
destruído o Líbano, os Estados Unidos oferecem 30 milhões para a
reconstrução.

Pages