You are here

Pesquisar

Artigo | 30 de October

Um Blackberry com o Google no ecrãA empresa Google, responsável
pelo motor de busca mais popular da Internet e por sites como o
Youtube, Gmail, Google Earth e Google Maps, vai lançar um
telemóvel com o seu software em 2008, informa o The Wall
Street Journal
. O anúncio oficial deve ser daqui a duas
semanas.

Artigo | 30 de October

Nicolas SarkozyJean-François Copé, deputado do partido UMP (União para um Movimento Popular, anterior União para a Maioria Presidencial) confirmou que o salário do presidente da República da França, Nicolas Sarkozy, vai ter um aumento de 140%, alinhando-o a um nível "comparável ao do primeiro-ministro e ao dos homólogos estrangeiros". Actualmente, Sarkozy ganha 8.300 euros brutos, e passará para 20 mil.

Artigo | 30 de October

Cristina KirchnerEm 2001, o país mergulhou em uma grave crise que arrastou a
economia, a política e o orgulho nacional para o fundo do poço. Seis anos
depois, o PIB argentino cresce a uma taxa anual de 9%. Apatia atingiu eleitores
e candidatos da direita, que tiveram um desempenho pífio.
Por Marco Aurélio
Weissheimer,
da Carta Maior.

Artigo | 30 de October

Hosni MubarakO presidente do Egipto, Hosni Mubarak, anunciou ontem o
início de um programa para criar várias centrais nucleares no país: "Vamos iniciar
os passos práticos para construir a primeira central atómica para a geração de
electricidade", disse o presidente durante a inauguração de uma central eléctrica
no norte do Cairo.

Artigo | 30 de October

Imagem da única central eléctrica da Faixa de GazaMultiplicam-se as condenações da decisão do governo
israelita de fazer cortes parciais no fornecimento de energia e combustível à Faixa
de Gaza. Depois de Ban Ki-Moon, secretário-geral da ONU, ter condenado as
medidas que Israel começou a aplicar domingo, considerando-as "inaceitáveis",
foi a vez de o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia denunciar o
isolamento provocado pelas represálias de Israel, pouco susceptíveis de "ajudar
a lutar contra o extremismo". A comissária europeia das Relações Exteriores, Benita
Ferrero-Waldner, qualificou igualmente de "punição colectiva" os cortes de
energia.