You are here

Pesquisar

Artigo | 8 de May

krivineA força de Sarkozy, em termos de
demagogia, foi ter adoptado uma linha que defende a intervenção
em força do Estado, mesmo sendo um bom liberal no plano
económico, analisa, em entrevista à Esquerda.rádio,
Alain Krivine, dirigente da Liga Comunista Revolucionária
francesa. Em contrapartida, o PS foi incapaz de dar respostas claras
aos dramas das pessoas e, em vez disso, estendeu as mãos ao
centro-direita. Certo que a desilusão com Sarkozy não
tardará, mesmo daqueles que votaram nele, Krivine apela a uma
terceira volta social, a uma resistência muito forte às
medidas de Sarkozy.

Clique para ouvir em mp3 ou em wma 

Artigo | 8 de May

crowdCerca de 50 mil pessoas participaram na segunda-feira de uma
marcha no centro da Londres para pedir ao governo amnistia e regularização de
centenas de milhares de imigrantes irregulares que vivem e trabalham na
Grã-Bretanha. Os protestos foram organizados no quadro da campanha "De
estrangeiros a cidadãos", e começaram com uma missa celebrada pelo
arcebispo de Westminster, intitulada "Homilia para os Imigrantes".
 

Artigo | 8 de May

mcguinnessToma posse hoje na Irlanda do Norte um governo regional dirigido pelo histórico chefe do Partido Unionista Democrático (DUP) e pastor protestante, Ian Paisely, que será o primeiro-ministro, e o histórico dirigente republicano Martin McGuiness, do Sinn Fein, que será vice-primeiro-ministro. O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, assim como o chefe do governo da República da Irlanda, Bertie Ahern, vão estar presentes em Stormont, sede da Assembleia da Irlanda do Norte.

Artigo | 8 de May

protesto_franca_lusapicwebEnquanto o presidente eleito, Nicolas
Sarkozy, goza férias na ilha de Malta, a França viveu
ontem a segunda noite consecutiva de protestos de jovens e de
confrontos com a polícia em Paris e outras cidades. Pelo menos
100 pessoas foram detidas. A maior parte das prisões ocorreu
em Paris, na sequência de uma manifestação de
cerca de meio milhar de jovens contra a eleição de
Sarkozy. Houve também manifestações anti-Sarkozy
em Lille, Lyon, Nantes, Marselha, Caen, Rennes e Tours, algumas das
quais autorizadas, outras espontâneas. Nem todas deram origem a
incidentes.