You are here

Pesquisar

Artigo | 21 de November

MINISTRO É ASSASSINADO NO LÍBANO
libanoatentadogemayellusaweO
ministro da Indústria do Líbano, Pierre Gemayel, foi assassinado hoje
nos arredores de Beirute. Homens armados atiraram o seu carro para cima
do de Gemayel, saíram e metralharam-no.
Cristão maronita, Gemayel, 34 anos, era do partido das Falanges. Era
filho do antigo presidente Amin Gemayel e sobrinho do presidente Bechir
Gemayel, assassinado em 1982. Na sequência daquele atentado, os
falangistas, com o apoio de Israel, perpetraram o famoso massacre no
campo de refugiados palestinianos de Sabra e Chatilla.

Artigo | 21 de November

CIA DIZ QUE NÃO HÁ
INDÍCIOS DE PROGRAMA MILITAR NUCLEAR
hershA Casa Branca reconheceu a existência
de um relatório secreto da CIA que informa não ter
encontrado indícios de que o Irão tenha um programa
nuclear secreto para produzir armas nucleares. Uma fonte disse,
porém, que a Casa Branca foi hostil ao relatório. Foi
mais uma vez o jornalista Seimour Hersh, num artigo da New Yorker,
que revelou a existência do relatório.

Artigo | 21 de November

GENERAL REFORMADO DIZ QUE MAIS TROPAS NÃO RESOLVEM
iraqueussoldierswebO general-de-brigada
reformado e ex-chefe de planeamento
estratégico na NATO Zeb Bradford explica neste artigo por que tecnicamente o reforço de mais 50 mil soldados americanos não resolve nada no Iraque. Ele lembra que "se uma ampliação de 50
mil homens fosse implementada para as forças norte-americanas
estacionadas no Iraque, o Exército, por si só,
precisaria ampliar os seus efectivos em 100 mil soldados, um vasto
aumento de forças. Isso simplesmente não
é viável em prazo que fizesse qualquer diferença." Bradford defende uma solução política, através de "negociações com as partes interessadas num desfecho positivo no Iraque, para que estas contribuam com apoio
político e militar, a fim de permitir que o país se
estabilize e se encontre uma solução negociada. O
processo incluiria Irão e Síria, além da Arábia
Saudita, Jordânia e outras nações." Leia abaixo a íntegra do artigo.

Artigo | 21 de November

NEOCONSERVADORES QUEREM MAIS TROPAS
kristolDois dos principais teóricos neoconservadores, Robert Kagan e William Kristol, publicaram no Financial Times um artigo em que defendem o reforço do contingente militar americano, que actualmente tem 150 mil militares, em mais 50 mil homens. "A trajectória seguida vem sendo
declinante, em direcção ao fracasso... Essa política vem tendo efeitos
igualmente nocivos nos EUA. A população americana
avalia, com razão, que a administração está
atolada no Iraque, e, o que é pior, não está
comprometida em fazer o que é preciso para obter êxito.
Essa percepção sem dúvida exerceu papel
importante na eleição legislativa do dia 7", dizem. Leia a íntegra do artigo abaixo.

Artigo | 21 de November

EUA DISCUTEM RETIRADA OU REFORÇO DE TROPAS
iraquetropasuswebO senador democrata Barack Obama pediu ontem a redução das tropas americanas no Iraque em quatro ou seis meses. Obama, um dos pretendentes à candidatura presidencial do Partido Democrata, propôs um calendário de retirada por fases, que inclui um reforço de tropas no Norte do Iraque e no Afeganistão. Ao mesmo tempo, dois dos principais ideólogos neoconservadores, Robert Kagan e William Kristol, defenderam em artigo no Financial Times "uma estratégia para ganhar", que passaria por "um acréscimo de pelo menos 50 mil soldados americanos no Iraque, para exercer o controlo sobre Bagdad". O Financial Times publica também um artigo do general-de-brigada reformado Zeb Bradford, ex-chefe de planeamento estratégico na NATO, que argumenta que mais tropas não resolvem crise.