You are here

Pesquisar

Artigo | 25 de August

DISCRIMINAÇÃO POSITIVA REVOLTA
ESTUDANTES

indiaO
governo indiano propôs a criação de quotas para as castas
mais baixas na entrada para as universidades. Mais profundas do que as
desigualdades económicas, as castas dominam a organização social indiana há
séculos.
Perante a proposta, médicos, profissionais liberais e estudantes
manifestaram-se em Deli contra o que consideram ser um atentado ao
mérito
individual e uma medida populista para angariação de votos.

Artigo | 25 de August

EUROPA GARANTE METADE DOS SOLDADOS NO LÍBANO

unifil A União Europeia garantirá 6900
dos 15000 militares que reforçarão a força interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL). A decisão foi tomada ontem em
Bruxelas, no encontro entre ministros dos Negócios Estrangeiros da União, em
que esteve o secretário-geral da ONU. Kofi Annan propôs que a Itália assuma o
comando da força a partir de Fevereiro de 2007. A França e a Itália serão os países
com maior número de soldados (2000 e de 2000 a 3000, respectivamente). Também o
Bangladesh terá dois mil homens no terreno. Malásia, Espanha, Indonésia, Nepal,
Dinamarca, Finlândia, Bélgica, Alemanha e Noruega são os outros países que já
confirmaram a sua presença e definiram o número de soldados a enviar. Jaques
Chirac considerou 15 mil homens uma força excessiva para a dimensão do Líbano.

Artigo | 25 de August

MAIORIA QUER QUE OLMERT SE DEMITA  olmert
O governo israelita está
debaixo de fogo. Para além dos escândalos de corrupção e de assédio sexual que
afectam militares e políticos, sofre de uma enorme erosão interna depois da
derrota na guerra do Líbano. Segundo uma sondagem, a maioria dos israelitas quer
que Ehud Olmert e Amir Peretz se demitam. No plano externo, um relatório da ONU
confirma a utilização de bombas de fragmentação e os Estados Unidos foram
obrigados a iniciar uma investigação.

Artigo | 25 de August


FRANÇA OFERECE MAIS TROPAS PARA O LÍBANO
chiracweb060825Jacques
Chirac anunciou ontem à noite, numa comunicação ao país, que a França enviará
1600 soldados para o Líbano, aumentando assim a sua presença no país para dois
mil. A França, antiga potência colonial do Líbano, tinha, recentemente,
disponibilizado apenas duzentos militares. Perante isto, a Itália avançara com
a sua disponibilidade para deslocar três mil soldados para a região e passar a
liderar a força da ONU. Com este anúncio feito na véspera do encontro dos ministros dos Negócios
Estrangeiros europeus, que se realiza hoje em Bruxelas, a França poderá vir a manter o comando da UNIFIL.