You are here

Pesquisar

Artigo | 1 de April

Para além do empréstimo ao fundo de resolução no valor de 3.900 milhões de euros, o Novo Banco tem mais 2.865 milhões de dinheiro público – são impostos que não vai pagar no futuro ou, caso vá à falência, que os seus novos acionistas poderão reclamar ao Estado. Artigo de Mariana Mortágua.

Artigo | 6 de February

No balanço de abertura do Novo Banco apenas aparece registada uma provisão de 450 milhões para os clientes de retalho que investiram nos veículos especiais. Este recuo acontece em simultâneo com a mudança de estratégia, para uma venda apressada do Novo Banco. É legítimo perguntar: será que o Novo Banco tem responsabilidades para com estes clientes? Por Mariana Mortágua

Artigo | 26 de December

Álvaro Sobrinho veio à comissão de inquérito dizer que o dinheiro emprestado pelo BES ao BES Angola nunca saiu, afinal, de Portugal. Por Mariana Mortágua

Artigo | 7 de December

A abrangência do conhecimento da KPMG em relação ao Grupo Espírito Santo levanta duas questões: Como é que a KPMG, auditora do BESA, não avisou a KPMG, auditora do BES, sobre os problemas que o banco angolano estava a atravessar? A KPMG, que auditava a maior parte das empresas do ramo financeiro do grupo, não era a entidade em melhor posição para reconhecer e antecipar os problemas no GES? Por Mariana Mortágua.

Artigo | 5 de December

Perdas do “banco bom” à data da resolução chegam a quase 4.950 milhões de euros e incluem o BES Angola, empréstimos concedidos, reavaliação dos imóveis detidos pelo banco e investimentos em empresas subsidiárias. Artigo de Mariana Mortágua no blog “Disto Tudo”.