You are here

Pesquisar

Artigo | 15 de February

Em Fevereiro de 1918, o repúdio das dívidas pelo governo soviético abalou a finança internacional e suscitou a condenação unânime por parte dos governos das grandes potências. Artigo de Eric Toussaint.

Artigo | 20 de October

Da Polónia à França, passando pela Croácia, Hungria, Eslovénia, Grécia e outros países dos Balcãs, o negócio do crédito hipotecário em francos suíços afeta mais de um milhão de vítimas da voracidade dos grandes bancos privados. Por Eric Toussaint

Artigo | 15 de October

A 17 de setembro de 2019 a Fed injetou 53.200 milhões de dólares nos bancos, porque estes não conseguiam obter financiamento corrente, nem no mercado interbancário nem nos money market funds. Este tipo de procedimento traz à memória o mês de setembro de 2008. Por Eric Toussaint

Artigo | 14 de April

Estão reunidas as condições para uma nova crise financeira de grandes dimensões. Os dirigentes sabem-no, a imprensa especializada também. Um dos factores é a enorme acumulação de dívidas pelas grandes empresas privadas e o uso que é dado a essas dívidas. Artigo de Eric Toussaint.

Artigo | 1 de April

Os elementos de uma nova crise financeira internacional estão a aproximar-se. Não se sabe quando ela vai explodir, mas explodirá certamente e o seu impacto sobre todo o planeta será importante. Artigo de Eric Toussaint.

Artigo | 31 de March

O regime democrático do presidente João Goulart foi deposto pelos militares em abril de 1964. Os empréstimos do Banco e do FMI, que tinham sido suspensos durante três anos, são retomados pouco tempo depois. Artigo de Eric Toussaint.

 

Artigo | 18 de September

Neste texto datado de 2008, Éric Tousssaint denuncia as respostas dos governos à crise bancária internacional e antecipa o que de facto aconteceu nos anos seguintes: aumento avultado da dívida pública e aceleração das políticas de austeridade.

Artigo | 25 de August

Em julho de 1979 triunfou uma autêntica revolução, combinando o levantamento popular, a auto-organização das cidades e dos bairros revoltosos, assim como a ação da FSLN, organização político-militar de inspiração marxista-guevarista-castrista. Por Eric Toussaint

Artigo | 1 de August

A fim de ganhar as eleições presidenciais de Novembro de 2006, Daniel Ortega conseguiu tornar aceitável a sua eleição pelas classes dominantes. Ortega fez também por conservar o apoio de uma série de dirigentes das organizações populares sandinistas. Por Eric Toussaint.

Artigo | 23 de July

A esquerda tem múltiplas razões para denunciar esse regime e as suas políticas. Para compreender isto, é necessário resumir os acontecimentos desde 1979. Artigo de Eric Toussaint.

Artigo | 10 de February

A 10 de fevereiro de 2018 celebra-se o centenário do repúdio das dívidas ilegítimas, proclamado pelos sovietes a 3 de fevereiro de 1918. Artigo de Eric Toussaint.

Artigo | 17 de November

Nas negociações de Génova, em 1922, Lloyd George, primeiro-ministro da Grã-Bretanha, e Tschitscherin, chefe da delegação soviética, trocaram argumentos que vale a pena serem conhecidos. As negociações foram inconclusivas. Por Eric Toussaint

Artigo | 14 de November

Apesar do seu desacordo com as exigências exorbitantes das potências ocidentais, a delegação russa afirmou-se disposta a fazer concessões respeitantes à dívida contraída pelo czar antes da entrada em guerra. Por Éric Toussaint

Artigo | 10 de November

Em 15 de abril de 1922, numa conferência económica internacional, os governos ocidentais apresentaram um programa de exigências visando resolver a seu contento o contencioso à volta do repúdio das dívidas e das expropriações decretadas pelo governo soviético. Por Éric Toussaint

Artigo | 8 de November

Em abril-maio de 1922, durante cinco semanas, teve lugar uma importante conferência de alto nível. O primeiro-ministro britânico, Lloyd George, desempenhou aí um papel central; o mesmo se pode dizer de Louis Barthou, ministro do presidente francês, Raymond Poincaré. Por Éric Toussaint

Artigo | 17 de August

Embora em Fevereiro de 1918 os títulos russos tenham sido repudiados pelo governo soviético, continuaram a ser transacionados até à década de 1990. Por Eric Toussaint. Parte 6 da série: Centenário da Revolução russa e do repúdio das dívidas.

Artigo | 6 de August

O quarto artigo da série “Centenário da Revolução russa e do repúdio das dívidas” relata a decisão tomada pelo governo soviético, de 1918, de suspender o pagamento da dívida externa e repudiar as dívidas czaristas, assim como as contraídas pelo governo provisório, destinadas a financiar a guerra. Este ato suscitou o protesto unânime das grandes potências aliadas. Por Eric Toussaint.

Artigo | 28 de June

"Em Fevereiro de 1918 o repúdio das dívidas pelo governo soviético abalou a finança internacional e suscitou a condenação unânime por parte dos governos das grandes potências." Artigo de Eric Toussaint.

Artigo | 21 de August

A utilização da dívida como instrumento de dominação e de alienação da soberania de um Estado fica bem ilustrada na tratamento reservado à Tunísia pela França na segunda metade do século XIX. Por Eric Toussaint.

Artigo | 2 de August

Recorde-se que, para protestar contra a reunião do G8 em Génova, de 20 a 22 Julho de 2001, encontraram-se mais de 300 000 manifestantes provenientes de toda a Europa. Berlusconi, chefe do governo, transformou a cidade num campo armado. Artigo de Eric Toussaint.

Pages