You are here

Pesquisar

Artigo | 31 de May

No seu mais recente videoclipe, «Horas de Matar» – que, para todos os efeitos, deve ser observado em conjunto com o teaser divulgado uns dias antes –, os Mão Morta parecem ensaiar um exercício semelhante ao do detective Dupin, dos livros de Edgar Allan Poe. Por Fernando Ramalho, no blogue da Unipop.

Artigo | 27 de May

Realiza-se no próximo sábado, 31 de maio, o colóquio: “O movimento operário e as greves contra a corrente. Maio - Setembro de 1974”. O colóquio será aberto por Fernando Rosas e decorrerá a partir das 15 horas na Associação José Afonso em Lisboa (na rua de S. Bento 170, em frente à AR).

Artigo | 24 de May

Thomas Piketty escreveu um livro chamado Capital que causou grande celeuma. Ele mostra estatisticamente (e estamos em dívida com ele e seus colegas por isso) que o capital tendeu, através da história, a produzir níveis cada vez maiores de desigualdade. Mas, a sua explicação de porque as tendências à desigualdade e à oligarquia surgem está seriamente comprometida. E ele certamente não produziu um modelo de trabalho para o capital do século 21.

Artigo | 20 de May

“Motivos de segurança” foram alegados pelo Ministério da Cultura para impedir a apresentação da peça “As Orações de Mansata”, mas a sala do Cine Teatro Nacional tinha programação até junho e o governo estava informado da estreia pelo menos desde o dia 9 de abril.

Artigo | 14 de May

Foi pintor surrealista, além de escultor, desenhador de cenários e parte da equipa de efeitos especiais que ganhou, em 1980, o Óscar desta categoria. O seu livro “Necronomicon” (1978) inspirou o cineasta Ridley Scott quando procurava uma aparência para a criatura que seria central num dos seus filmes mais famosos. Por António José André.

Artigo | 13 de May

Jorge Castro Guedes, ator, encenador e a atualmente diretor artístico do Dogma 12, um Estúdio de Dramaturgias de Língua Portuguesa fundado há dois anos, afirma em entrevista ao Esquerda.net que é necessário encontrar soluções à esquerda, um novo paradigma capaz de criar massa crítica que retire as pessoas da apatia em que se encontram. Por Pedro Ferreira.

Artigo | 11 de May

A revista italiana Domus e o Bloco de Esquerda apresentaram no interior do Parlamento Europeu, em Bruxelas, a exposição “Project Herácles, uma Ponte Euro-Africana” para discutir uma outra Europa, que se quer aberta e onde todos têm lugar, porque ninguém é ilegal no mundo. Artigo de Ana Catarino.

Artigo | 6 de May

Na inauguração da exposição “O futuro era agora – nos 40 anos das greves contra a corrente (maio – setembro de 1974)", nesta segunda-feira, os historiadores Fernando Rosas e João Madeira sublinharam que aquele movimento foi determinante para arrancar grande parte das conquistas históricas da classe trabalhadora e os órgãos de vontade popular.

Artigo | 5 de May

Viagens e outras viagens está longe de se confundir com um guia turístico. Nesta obra, Antonio Tabucchi leva-nos numa viagem por um mundo onde as identidades se impõem face às bandeiras e interpela-nos sobre a pretensão de apropriação do espaço e do tempo.

Artigo | 4 de May

A propósito da inauguração da exposição sobre “os 40 anos das greves contra a corrente", esquerda.net entrevistou o historiador João Madeira que afirma também que “evocar essa vaga de greves, através de uma exposição e de um conjunto de colóquios” é “resgatar a memória, que é parcela insubstituível daquilo que também foi o próprio 25 de Abril”. A inauguração é nesta segunda-feira, às 18 h, na Associação José Afonso em Lisboa (na rua de S. Bento 170, em frente à AR).

Artigo | 4 de May

Foi publicado número 5 da Revista Vírus, que tem um dossier sobre o 25 de Abril. Nele incluem-se artigos de Fernando Rosas, Adriano Campos e Jorge Costa, Miguel Perez, Constantino Piçarra e Luís Trindade. Aqui, publicamos o editorial de Fernando Rosas.

Artigo | 4 de May

O documentário de Tréfaut sobre o cante alentejano venceu o prémio Prémio Allianz - Digimaster para Melhor Longa-Metragem Portuguesa, do Festival IndieLisboa.

Artigo | 3 de May

É na terceira estrofe da canção “Bem Bom” com que a banda Doce representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção em 1982 que eu encontro o exemplo mais dramático das rápidas transformações culturais na sociedade portuguesa depois da revolução. Por Luís Trindade

Artigo | 1 de May

Decisão do júri foi tomada por unanimidade e destaca como o projeto da associação, instalada na aldeia de Nodar e que já existe há dez anos, articula a qualidade, o rigor e a exigência da experimentação de novas linguagens artísticas com um contexto do interior do país.