You are here

Pesquisar

Artigo | 7 de February

Após o assassinato de Chokri Belaïd, a crise governamental aprofunda-se na Tunísia, enquanto os protestos populares se multiplicam. O primeiro-ministro Hamadi Jebali (do partido islamista Ennahdha) anunciou nesta quinta-feira a formação de um governo de “tecnocratas”, para governar até à realização de eleições. Rached Ghannouchi, líder do mesmo partido, recusa a proposta de Jebali. Nesta sexta-feira, realiza-se uma greve geral, convocada pela central sindical UGTT.