You are here

Pesquisar

Artigo | 1 de September

 João Paixão, Cipriano Pisco e José PereiraUma delegação de trabalhadores da Gestnave e da Erecta fez uma acção de sensibilização sobre a situação em que se encontram cerca de 200 trabalhadores dessas empresas, devido ao incumprimento do protocolo de Acordo/97, assinado entre o estado português e a Navivessel (dona da Lisnave). Estes trabalhadores enfrentam o risco de despedimento já a partir de 31 de Dezembro próximo. Esta acção foi perturbada pela presença da polícia, que por indicação do Governo Civil, impôs a realização da “concentração” longe do local onde decorria a reunião dos Ministros do Ambiente da União Europeia.