You are here

Immanuel Wallerstein

Sociólogo e professor universitário norte-americano.

Wallerstein interessou-se pela política internacional quando ainda era adolescente, acompanhando a actuação do movimento anticolonialista na India. Obteve os graus de B.A. (1951), M.A. (1954) e Ph.D. (1959) na Universidade de Columbia, Nova Iorque, onde ensinou até 1971.
Tornou-se depois professor de Sociologia na Universidade McGill, Montreal, até 1976, e na Universidade de Binghamton, Nova York, de 1976 a 1999. Foi também professor visitante em várias universidades do mundo.
Foi esporadicamente director de estudos associado na École de Hautes Études en Sciences Sociales, Paris, e presidente da Associação Internacional de Sociologia entre 1994 e 1998. Desde 2000, é investigador sénior na Universidade de Yale.
Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra em 2006 e pela Universidade de Brasília em 2009.

Artigos do Autor(a)

2013/04/10 - 12:07am

A maioria dos analistas parecem concordar que o sucessor escolhido por Hugo Chávez, Nicolás Maduro, vai vencer. A questão interessante é saber o que acontecerá depois.

2013/03/13 - 1:11am

Claro. O Vaticano é um ator geopolítico fundamental.

2013/03/12 - 12:03am

Três anos depois, ambos países estão atolados em ferozes lutas políticas, a violência interna cresce e ninguém sabe onde tudo isto vai parar.

2013/03/10 - 12:48am

As alterações climáticas, as pandemias e a guerra nuclear impedem-nos de ter a certeza do que vai acontecer exatamente.

2013/02/10 - 12:57am

As previsões de curto prazo envolvem demasiadas reviravoltas imprevisíveis no mundo real. Mas pode-se tentar fazer afirmações plausíveis para o médio prazo.

2013/01/26 - 4:08pm

O Mali representa o mais claro caso de paralisia geopolítica. Todas as maiores e menores potências da região estão genuinamente preocupadas, mas nenhuma parece ter vontade ou capacidade de agir. (Artigo publicado em 1 de novembro de 2012).

2013/01/13 - 12:08am

Obama e Clinton conseguiram mostrar ao mundo que os Estados Unidos não só deixaram de ser indispensáveis, mas também que sequer são relevantes.

2012/12/18 - 1:34am

A reeleição de Obama fez alguma diferença, mas muito menos do que o próprio afirmava ou do que os republicanos temiam.

2012/11/29 - 12:32am

O Mali representa o mais claro caso de paralisia geopolítica. Todas as maiores e menores potências da região estão genuinamente preocupadas, mas nenhuma parece ter vontade ou capacidade de agir.

2012/11/02 - 12:17am

Os mesmos que dizem que as intervenções dos EUA foram um erro, ainda não estão preparados para aceitar a ideia de que o país não deveria continuar a manter, e mesmo a expandir, as suas forças militares.

Pages