You are here

Milhares manifestam-se em defesa de Garzón

No dia em que 25 cidades espanholas acolheram manifestações em defesa da investigação aos crimes do franquismo, PSOE e PP trocaram acusações sobre o assunto.

Dezenas de milhar de manifestantes pediram justiça para Baltazar Garzón e o fim da impunidade dos crimes da ditaduraNo dia em que 25 cidades espanholas acolheram manifestações em defesa da investigação aos crimes do franquismo, PSOE e PP trocaram acusações sobre o assunto.

 

A presença de dirigentes do PSOE nas concentrações de apoio ao juíz Baltazar Garzón, acusado pela extrema-direita de ter aberto uma investigação ilegal aos crimes da Guerra Civil e da ditadura de Franco, levou a secretária geral do Partido Popular a acusar os socialistas de estarem "a pôr a democracia em risco". A resposta surgiu pela voz do ministro do Fomento, José Blanco, que afirmou que o PP está a dar "oxigénio à Falange", apoiando-a diariamente.

A maior manifestação foi em Madrid, onde dezenas de milhar de pessoas entoaram palavras de ordem como "o genocídio não prescreve", "fascista fora da judicatura" ou "Garzón, amigo, o povo está contigo". Para além de figuras destacadas da esquerda espanhola, tomou a palavra o porta-voz da Human Rights Watch. "Porque é que as vítimas do franquismo hão de ter menos direitos que as vítimas do pinochetismo?", perguntou Reed Brody.

"Os verdadeiros crimes são os assassinatos, os desaparecimentos e não a investigação", disse aidna o porta-voz da HRW. O poeta Marcos Ana, que sofreu os horrores da ditadura, arrancou aplausos dos manifestantes ao reclamar que "o impulso democrático que culminou na aprovação parlamentar da Lei da Memória Histórica deve continuar e aprofundar-se para impedir que no futuro se reproduzam

O juíz Baltazar Garzón está acusado de prevaricação por investigar os crimes do franquismo e se for condenado, tal significará o fim da sua carreira. Várias organizações da extrema-direita interpuseram as acções junto do Supremo Tribunal, alegando que a Lei da Amnistia de 1977 impede que se apurem responsabilidades pelos crimes da ditadura.

 

Termos relacionados Internacional