You are here

João Fraga de Oliveira

Inspector do trabalho aposentado. Escreve com a grafia anterior ao “Acordo Ortográfico”

Artigos do Autor(a)

2020/11/15 - 12:08pm

Para um cidadão comum que nenhuma especial qualificação tem no domínio da saúde, que reflexão e tranquilidade (ou inquietação) pode suscitar tal frase: “a saúde é um direito”?

2020/10/30 - 2:50pm

Todos os dias ouvimos proclamar a “transição digital”. E, mais ou menos associado, o anúncio (ou pelo menos prenúncio) do "fim do trabalho".

2020/07/24 - 5:35pm

A não resultarem das reuniões da Concertação Social, “conselhos” económicos e sociais sobre (outra) posição dos trabalhadores nas relações de trabalho, então, é de admitir que o local de expressão desses “conselhos” venha a ser… a rua.

2020/07/09 - 11:13pm

A AICCOPN propõe uma “plataforma electrónica para controlar a movimentação dos trabalhadores”. E, assume tal proposta não apenas como algo de ordem conjuntural mas, presume-se que com uma perspectiva mais estrutural, como “reforço importante para o futuro".

2020/06/29 - 8:35pm

Os trabalhadores da construção civil são uma população que é, em decurso da natureza do seu trabalho e das condições em que o realiza, uma população que sempre esteve especialmente exposta ao risco covid.

2020/05/07 - 9:37pm

Em Portugal, de há algumas dezenas de anos a esta parte, sobre o Trabalho e o Emprego, tem pairado um perverso “signo do D”: do desemprego à desregulamentação de direitos e desta à desregulação social, logo, à degradação das condições de trabalho.

2020/04/03 - 2:33pm

Se “não é exigível o que não é razoável”, muito menos é exigível o que não é saudável e, menos ainda, incomensuravelmente, é exigível o que pode ser mortal.

2020/03/11 - 10:45am

A generalização da recorrente rotulagem social de “baixas fraudulentas” (e, agora, até de “crime organizado”) de situações de incapacidade por doença para o trabalho por parte de trabalhadores por conta de outrem é que pode ser uma fraude.

2020/02/27 - 2:15pm

Um homem com 93 anos, em cadeira de rodas e surdo, foi obrigado a entrar sozinho na Urgência do Hospital de Viseu. A bem da (maior) humanização do SNS, é de “prescrever” que a administração dê ordem para afixar um cartaz onde deverá constar: "O SNS é um Serviço Público".

2020/01/25 - 6:20pm

Está aí, na ordem do dia, a discussão sobre eventual excesso no uso da força física por parte da Polícia (no caso, um agente da PSP) sobre uma cidadã da Amadora.

Pages