You are here

Bruno Maia

Médico

Artigos do Autor(a)

2016/01/23 - 1:58pm

Imaginemos que a ciência médica descobria uma forma quase 100% eficaz de evitar a infeção pelo VIH. Que essa forma era apenas um comprimido que tinha tantos efeitos secundários quanto uma simples Aspirina.

2015/12/23 - 8:39pm

Porque é que é preciso alguém morrer para o país se indignar com a austeridade cega que foi imposta ao SNS?

2015/07/18 - 11:07pm

Chegou o tempo da análise e definição políticas fundamentais para toda a esquerda na Europa.

2015/02/06 - 10:52pm

O que se está a passar com a Hepatite C é que os preços praticados pela Gilead, BMS e Abbvie são extorsionários e o nosso Estado não os pode pagar. O Estado Português tem de quebrar a patente deste medicamento. E não é o fim do mundo, nem sequer será a primeira vez.

2014/11/29 - 8:01am

A Pilar deixou-nos! Foi das mais incansáveis sindicalistas que todos nós alguma vez conhecemos. Toda a sua vida foi coerente e focada na defesa das carreiras médicas e da qualidade dos serviços de saúde. A Pilar nunca deu lições de vida. A sua vida é uma lição.

2014/07/22 - 1:03am

A nova "pílula contra a SIDA" ainda tem um longo caminho a percorrer até demonstrar ser uma estratégia eficaz, senão mesmo "a estratégia". Mas para começar será talvez boa ideia começar esta discussão livre de preconceitos!

2014/07/08 - 3:37pm

Hoje é dia de greve! Dos médicos! Podia ser uma greve dos enfermeiros também! Ou uma greve dos técnicos de saúde! Ou mesmo dos utentes! Estes dois dias de greve reivindicam muitas alterações na carreira médica ou na organização do trabalho médico! Mas vão muito mais longe!

2014/04/13 - 12:17pm

A recente vaga de notícias sobre a demora no tempo de atendimento não é sazonal, não é um epifenómeno. É o resultado de decisões políticas que cortam oferta de cuidados de saúde no momento em que as pessoas mais precisam deles. Artigo de Bruno Maia.

2014/04/06 - 2:32pm

Na recente polémica sobre o outing forçado de figuras públicas, a propósito do chumbo no parlamento da coadoção, ficou muito por dizer e esgrimiram-se argumentos com os quais não concordo.

2013/10/15 - 12:45pm

Não são as crises económicas que comprometem a saúde das populações. São as respostas que lhes são dirigidas. Os países que escolheram a austeridade como resposta são os países que sofrem as consequências negativas mais profundas da crise.

Pages