You are here

Ações de solidariedade com presos angolanos vão realizar-se em Lisboa

Nesta quarta-feira, 14 de outubro, vão realizar-se, em Lisboa, concentração e vigília de solidariedade com os 15 presos políticos angolanos. As ações estão a ser divulgadas no facebook e nelas irá estar presente Rafael Marques. Luaty Beirão está pelo 23º dia em greve de fome.
As ações são convocadas por LAPA Liberdade aos Activistas Presos em Angola (Grupo de cidadãos, iniciativa civil), SOLIM Solidariedade Imigrante - associação de Defesa dos Imigrantes, Amnistia Internacional e SOS Racismo

As ações estão a ser divulgadas no facebook, a concentração está convocada para as 17.30h em frente do gabinete do Parlamento Europeu no Largo Jean Monnet e a Vigília para as 18.30h no Rossio em Lisboa, para esta quarta-feira, 14 de outubro.

As ações são convocadas por LAPA Liberdade aos Activistas Presos em Angola (Grupo de cidadãos, iniciativa civil), SOLIM Solidariedade Imigrante - associação de Defesa dos Imigrantes, Amnistia Internacional e SOS Racismo.

Segundo o Publico, o jornalista Rafael Marques irá estar presente nestas ações de solidariedade.

Luaty Beirão no 23º dia de greve de fome

Luaty Beirão entra nesta terça-feira, 13 de outubro, no 23º dia de greve de fome.

Nesta segunda-feira, em Luanda, a polícia cercou a igreja de São Domingos, na Cidadela, impediu a realização da vigília e prendeu os ativistas Adolfo Campos, Mário Faustino e Baixa de Cassange, que posteriormente foram libertados Veja vídeo abaixo da página do facebook Liberdade aos Presos Políticos em Angola.

Também nesta segunda-feira, o Bloco de Esquerda questionou o ministro dos Negócios Estrangeiros sobre a situação dos presos angolanos, tendo o deputado Pedro Filipe Soares afirmado que é incompreensível "o silêncio e inação das autoridades portuguesas - perante uma situação onde tem obrigação de intervir”.

A Amnistia Internacional tem petição a recolher assinaturas para “pedir às autoridades angolanas a libertação destes prisioneiros de consciência e que a sua integridade física seja respeitada e o fim das práticas de prisões arbitrárias, perseguição e intimidação de ativistas de direitos humanos”.

Leia todas as notícias do esquerda.net sobre Repressão em Angola

 

ALERTAA Polícia Nacional está a deter pessoas mesmo em frente a Igreja de São Domingos, na Cidadela. As luzes públicas foram desligadas. Vários polícias estão escondidos no escuro; apanham as pessoas distraídas e levam-nas.Já foram detidos Adolfo Campos, Baixa de Cassange e Mario Faustino, mesmo em frente à Igreja.

Posted by Liberdade aos Presos Políticos em Angola on Segunda-feira, 12 de Outubro de 2015

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Repressão em Angola, Sociedade
(...)