You are here

Breves

Armando Vara deixa prisão domiciliária a troco de caução

Num despacho assinada esta quinta-feira, o juiz de instrução Carlos Alexandre determinou o fim da prisão domiciliária de Armando Vara, sujeitando-o a uma caução de 300 mil euros. O ex-ministro socialista encontrava-se sujeito a vigilância electrónica desde o dia 10 de julho, quando foi constituído arguido no âmbito do processo Operação Marquês, que tem como principal arguido o ex-primeiro-ministro José Sócrates.

Em setembro de 2014, Armando Vara foi condenado a cinco anos de prisão efetiva no processo Face Oculta, onde existiam várias escutas suas com o ex-primeiro-ministro. Como recorreu, a sentença não chegou a ser aplicada.