You are here

Escola francesa introduz prática nazi e obriga alunos judeus e muçulmanos a usar identificação

Escola do ensino básico de Piedalloues, em Auxerre, França obriga alunos judeus e muçulmanos a usar sinais vermelhos na roupa. População revoltou-se com a decisão.
Dos 1.500 alunos da escola, 18 foram obrigados a usar estes sinais na roupa, até que os pais se revoltaram.

“Faz-nos lembrar tempos tenebrosos. Práticas como estas não são aceitáveis. Ninguém tem o direito de impor isto às crianças”, disse ao jornal Metro Malika Ounes.

Segundo esta publicação, o objetivo será identificar aqueles que não podem comer carne de porco na cantina. Discos amarelos identificam aqueles que não comem carne de todo.

Dos 1.500 alunos da escola, 18 foram obrigados a usar estes sinais na roupa, até que os pais se revoltaram

Também o responsável da comunicação da Câmara de Piedalloues disse que os seus colegas “caíram das cadeiras” quando tomaram conhecimento da decisão e abriram uma investigação. 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)